domingo, 6 de maio de 2018

Governo Temer: A economia vai mal. Artigo de Jasson de Oliveira Andrade



O presidente Temer diz que a economia vai bem, graças à sua política econômica. Ele afirma que o setor está bem, que seu governo o recuperou. O que existe de bom se deve à Agro-pecuária e não a sua política econômica. Essa é a verdade, como veremos a seguir.

O Estadão ( 28/4), em manchete de primeira página, com grande destaque, revela: “Desemprego sobe e analistas pioram projeções para o ano”. Na matéria, informa: “O ritmo LENTO DE RECUPERAÇÃO DA ECONOMIA JÁ SE REFLETE NO EMPREGO.” Já o economista Celso Ming (ESTADÃO, 4/5), analisa esses dados: “O resultado da indústria em março é mais decepcionante do que mostram as frias estatísticas. Primeiramente, os números. Em relação a fevereiro, o desempenho da produção industrial recuou 0,1%, já levado em conta o desconto sazonal. A expectativa começou A SER FRUSTADA AÍ, uma vez que as projeções apontavam para um avanço de algo entre 0,5% e 0,8%. (...) O indicador mais expressivo é o de que o ENCOLHIMENTO FOI ESPALHADO. Atingiu 14 dentre o 24 subsetores, o que demonstra que a FRAQUEZA NÃO ESTÁ CONCENTRADA EM MEIA DÚZIA DE ATIVIDADE, COMO ACONTECE ÀS VEZES, MAS ESTÁ RELATIVAMENTE GENERALIZADA. (...) Não há explicações novas para o baixo desempenho. Tem a ver com o poder aquisitivo AINDA RAQUÍTICO do consumidor, embora o TOMBO DA INFLAÇÃO e dos juros tenha atuado em direção contrária; e com as incertezas que pairam sobre o resultado das eleições deste ano e sobre a qualidade da condução da política econômica a partir de 2019. (...) O alto nível do desemprego é, ao mesmo tempo, causa e consequência. Se o desemprego é alto, o poder aquisitivo do consumidor também fraqueja e, ao mesmo tempo, induz ao ADIAMENTO DO CONSUMO. E se o desemprego é alto é porque o raquitismo da atividade econômica LEVA O EMPRESÁRIO A PENSAR DUAS VEZES ANTES DE CONTRATAR PESSOAL. (...) A principal consequência política deve ater-se ao campo eleitoral. O governo e, com ele, o centrão do leque político contavam com excelente desempenho da economia para atrair o eleitor. Isso fica mais difícil de acontecer”.

Mogi Guaçu sofre as consequências dessa situação. A Cerâmica Lanzi está demitindo. Na Prefeitura, a situação não é melhor. O secretário da Fazenda, Roberto Simoni, declarou à imprensa: “Não temos muito o que fazer. Vamos depender, principalmente, da melhoria na economia do país, já que o repasse de verbas federais e estaduais estão cada vez mais limitados”.

Infelizmente, como vimos, a economia vai mal. E, para mim, tende a piorar. Tomara que eu esteja errado! A conferir...

JASSON DE OLIVEIRA ANDRADE é jornalista em Mogi Guaçu

.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe