domingo, 8 de abril de 2018

Lula escreveu e dirigiu o enredo de sua prisão


Tenho lido vários desabafos de pessoas.

Em comum, todos esses desabafos falam sobre ofensas que receberam de amigos de longa data, parentes, conhecidos, por causa da prisão do Lula.

Os ofensores, claro, se mostram doentes de ódio contra o ex-presidente enquanto os ofendidos lamentam sua prisão.

A prisão, por sua vez, foi o ponto culminante de uma perseguição que, ao não aceitar um asilo político, Lula parece ter feito questão de demonstrar "frame a frame" ao longo de todo o trajeto da farsa.

Cada ato do sistema está devidamente registrado. Cada recurso negado, cada apelação recusada, cada testemunho a favor não levado em conta, cada "prova" mequetrefe, cada empecilho colocado à defesa, cada barreira, a rapidez em cada jogada cometida pelos inquisidores, rapidez esta totalmente fora dos padrões do judiciário brasileiro e está perfeitamente documentado.

Lembra muito aqueles replays de gols em que a bola sai do defensor e passa de pé em pé, por todos os atletas do time, e colocando o adversário na correria, até que finalmente a redonda termine nas redes. Podemos ver, na sequência de toques, a jogada como um todo.

Portanto, a prisão era o resultado previsível e Lula aceitou isso.

Mas, com essa atitude, expôs o roteiro da sanha contra ele.

Basta alguém se dispor a colher, ordenar e organizar esse passo-a-passo do Lawfare, como um diário, e terá um roteiro melhor que qualquer merda que o Padilha produza.

Pessoalmente, sou bem simpático a uma idéia: foi Lula quem puxou as cordinhas de sua própria prisão exatamente para oferecer aos brasileiros as entranhas do monstro que lhe perseguia.

Alguém aí já assistiu ao filme "A vida de David Gale"?

( No spoilers here )

Lula sabia que o seu futuro eram favas contadas e fez um mosh pra dentro furacão, pra mostrar como era lá dentro.

Por isso recusou se asilar.

Não creio que ele achasse que se daria bem nos tribunais.

Talvez no começo ele achasse, sei lá.

Assim, em vez de lamentar, deve-se preparar para uma guerra de versões, pois os "vencedores" tentarão a todo custo sufocar a narrativa da defesa e esta precisa a todo custo simplificá-la da melhor forma possivel e disseminá-la para a população.

A narrativa global e de seus satélites, a de que houve "ampla defesa", precisa ser combatida, pois senão prevalecerá, e o esforço de Lula terá sido um tiro na água.

Voltando aos desabafos.

Muitos ficaram ou se mostraram surpresos pela virulência dos ataques, ou até mesmo por não imaginarem que seus ofensores eram gente capaz de tamanha selvageria. Por vezes, sequer conheciam as opiniões de quem os ofendera.

Ou como se esses conhecidos e parentes tivessem se transformado em outras pessoas, uma transmutação estilo Jackyll & Hyde.

Bem, a prisão do Lula não mudou o caráter de ninguém.

Apenas o revelou.


.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe