quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Nazistas vandalizam em Mogi Mirim. Artigo de Jasson de Oliveira Andrade







O ódio ao PT e ao Lula é um fato. No entanto, em Mogi Mirim esse ódio ultrapassou a todos. Nazista ou nazistas estão agindo naquela cidade. Para quem não sabe, o nazismo é proibido no Brasil. Mas os seus adeptos agem na clandestinidade. Os seguidores de Hitler, monstro responsável por milhões de morte, com a Segunda Grande Guerra, estão agindo em Mogi Mirim. É o que denunciou A COMARCA, de 3/2.

O jornal noticiou: “Sede do PT Mogi Mirim é vandalizada – INTOLERÂNCIA – Casa do presidente Ernani Gragnanello também foi pichada com frases hostis e SIMBOLOS NAZISTAS”. A reportagem do jornalista Flávio Magalhães revela: “A sede do Partido dos Trabalhadores (PT) de Mogi Mirim e a residência do presidente do diretório municipal petista, Ernani Gragnanello, foram pintadas na sexta-feira da semana passada, 26/1, com xingamentos dirigidos ao partido e ao ex-presidente Lula e COM SIMBOLOS NAZIFASCISTAS. (...) Após o ataque, Ernani afirmou que manterá sua participação na política. “Confesso que, apesar de ter ficado abalado, estou encontrando oxigênio para continuar, independente de cargo público, a minha missão enquanto cidadão, militante e advogado das causas sociais”, frisou. “Sou um político que não aceita discriminações e que é contra tudo o que representa a assinatura deixada na pichação por aqueles que a realizaram: uma suástica, mal-acabada, diga-se a verdade”.

Outra reportagem, assinada pelo mesmo jornalista, noticia: “Senadora Gleisi Hoffmann presta solidariedade a Ernani e cobra Alckmin para identificar vândalos”. Na notícia: “A senadora Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, emitiu uma nota em apoio e solidariedade ao presidente municipal do partido, Ernani Gragnanello, após as pichações sofridas na sede do partido e na residência do petista, na semana passada. Ela classificou os atos como “ataques fascistas”. (...) A presidente do PT avaliou que o país vive uma situação de ”violência política e ÓDIO SOCIAL” desde o impeachment de Dilma Rousseff. “Não podemos tolerar que truculência e arbítrio substituam a política e o diálogo como instrumentos de construção do bem comum e da justiça”, defendeu. “Ao PT de Mogi Mirim e ao companheiro Ernani e família, nosso desagravo e solidariedade. Justiça e respeito sejam assegurados a quem luta pela democracia, como vocês”, concluiu.

Flávio Magalhães, em artigo na A COMARCA, sob o título “O fascismo mogimiriano está à espreita”, comentou: “O que aconteceu na sede do PT de Mogi Mirim e na casa do advogado Ernani Gragnanello é GRAVÍSSIMO por si só. Não demonstra apenas falta de empatia, mas sim intolerância e incapacidade de conviver com ideias contrárias. Qualquer atentado contra um partido político organizado e dentro da legalidade é também um ataque contra a DEMOCRACIA. A explicação deste ATO COVARDE está na própria PICHAÇÃO DA SUÁSTICA [símbolo do Nazismo].”

Espera-se que o governo Alckmin aja com rigor e descubra e puna esse ou esses nazistas!

Como sempre digo sobre a DITADURA: NAZISMO NUNCA MAIS. E o ÓDIO, também!

Aos que desejarem conhecer um pouco sobre as atrocidades do nazismo (Hitler e companhia), recomendo, entre outros, o livro “Ascensão e Queda do Terceiro Reich”, de William L. Shirer, em quatro volumes e “O Diário de Anne Frank”, que emocionou milhões de pessoas. No cinema, “O Grande Ditador”, filme clássico de Charles Chaplin, um libelo contra as Ditaduras. No seu discurso, “Apelo aos Homens”, ele declarou: “O ódio dos homens passará e os ditadores morrerão. (...) A liberdade não morrerá”. Seu personagem nesse filme, se parece com Hitler!

JASSON DE OLIVEIRA ANDRADE é jornalista em Mogi Guaçu

.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe