sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

Você é um 'fascista namastê'




No final dos anos 70 a banda punk californiana Dead Kennedys despontou com o single que acabaria sendo seu maior sucesso: "California Uber Alles", um ataque direto ao governador democrata da California e reputado liberal, Jerry Brown, tido como candidato a presidencia dos EUA nas eleições de 1980.
Num de seus versos, destacava-se a expressão "fascistas zen" ( 'zen fascists' no original ).
Perguntado a respeito, o vocalista e autor da letra, Jello Biafra explicou que se tratava de uma alusão a pessoas que nos anos 60 tinham a cabeça muito aberta e depois foram se tornando direitistas e reacionárias.
Talvez não fosse o caso de Brown, mas a canção entrou para a história da cultura pop e serviu para alçar os Kennedys ao patamar de um Clash, só que menos comercial ( nunca assinaram com majors, ao contrário, gravaram por seu próprio selo independente, até a debacle da banda em 1987 ).
Quarenta anos depois, vemos que a expressão "fascista zen" se encaixaria com perfeição à realidade politica brasileira.
Melhor ainda: podemos cunhar nossa própria expressão, e eu humildemente sugiro "fascista namastê".
Como seus 'primos' dos anos 60 e 70, perseguem a elevação espiritual atrávés de práticas esotéricas esquisitas e crenças diversas. Meditação, pirâmides energéticas, filosofia pseudo oriental, astrologia, New Age, esferas místicas lunares, ecologia e meio ambiente, comunhão com a Mãe-Natureza, pensamento positivo, incensos, Feng Shui.
Começam o dia postando alvíssaras ao Sol e ao Universo, pretendem emitir boas energias, mandando a todos seus contatos nas redes sociais mensagens fofinhas de amor e de esperança ou frases atribuidas a Osho ou Krishnamuti.
O 'fascista namastê' também costuma postar vídeos de cachorras amamentando gatos. Além do vídeo, uma lição de moral, ou melhor, de vida: os animais têm muito a ensinar aos humanos.
Sim, um saco isso.
Enfim, daria para ficar a manhã inteira escrevendo sobre isso, mas o tempo urge.
O 'fascista namastê' é isentão.
Ele diz que acha todos os políticos ruins. 
Mas é como diz o ditado: o diabo se disfarça, mas o rabo teima em aparecer.
Em meio a suas habituais frases de elevação espiritual, o fascista namaste ( já não preciso usar mais as aspas ) infesta a sua e a timeline dos outros de mensagens contra Lula, o PT, a esquerda. 
Apesar de 'isento' e 'apartidário', o fascista namastê tem um verdadeiro ódio por tudo o que representa o partido de Lula.
Apenas contra eles, contradizendo sua propalada isenção.
A sua obsessão é praticamente palpável, como uma substância que se pode pegar e segurar.
Tem uma frase de Lao-Tsé que resume o comportamento do fascista namastê: "A alma não tem segredos que o comportamento não revele."
O fascista namastê não esconde seu ódio de classe.
Ele apenas tempera sua essência verdadeira com aparências de adepto da concórdia e do entendimento.
Assim, diante da farsa de ontem, em que nenhuma prova foi exibida pelos inquisidores contra Lula, apenas a boa e velha teoria do domínio do fato e nada sobre o triplex, o fascista namastê não se fez de rogado: despejou o habitual chorume tóxico, não se importando que ali havia uma violência apontada até mesmo por tradicionais adversários de Lula, como o blogueiro direitista Reinaldo Azevedo.
No mesmo dia da confirmação da condenação de Lula, a imprensa noticiou que o PGR pediu o arquivamento de inquérito sobre o senador do PSDB José Serra e um suposto caixa 2 na campanha de 2010.
Como de hábito, fascista namastê não abriu o bico sobre isso, a não ser quando foi cobrado a respeito de sua alegada imparcialidade. Somente aí é que ele digitou algumas coisas, com a mais evidente má vontade.
A essa hora, o fascista namastê deve estar abraçando uma árvore, agradecendo à Constelação Arcana ( ou alguma merda parecida ) pela prisão do Lula, ainda a ser confirmada.


.

.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe