sábado, 9 de dezembro de 2017

A Reforma da Previdência é realmente necessária? - Artigo de Jasson de Oliveira Andrade





O governo procura assustar o País: Ou a Reforma da Previdência ou o Caos. Essa colocação é verdadeira? Penso que não.

O Estadão noticiou: “Planalto “gasta” R$ 43 bi por Previdência, mas tem dificuldade em convencer aliados”. Em outra manchete o mesmo jornal revelou: “Parlamentares pedem R$ 3 bi para aprovar reforma da Previdência”. Em outra notícia, sob o título de “BENESSES”, o Estadão diz que o governo perde R$ 22,8 bi em renúncia (sic) fiscal, com parcelamentos de dívidas para micro e pequenas empresas e com o FUNRURAL (para agradar a bancada ruralista, numerosa no Congresso). Por falar em renúncia fiscal, Fania Rodrigues, em reportagem à Caros Amigos, faz essa espantosa revelação: “Tratada como crime de menor intensidade pelo código penal brasileiro, as dívidas dos grandes sonegadores totalizam R$ 906 bilhões”. Leonardo Sakamoto, em seu Blog, comenta: “Há muitos ricos que afirmam, na maior cara de pau, que a sonegação é sua forma de protestar contra a alta carga tributária do país”.

Deve-se ainda ressaltar que Temer exigiu dos partidos aliados que fechem a questão, ou seja, que os deputados votem “na marra” ou perdem o mandato. Mesmo assim, há resistência. O Estadão (9/12) noticiou: “Vice-líderes do governo se dizem contra o projeto”. Na matéria consta: “Deputados que exercem função de liderança em partidos governistas na Câmara fazem duras (sic) críticas no texto em debate da reforma da Previdência e dizem que não estão dispostos a dar nova cota de sacrifício pelo governo Michel Temer. (...) Lúcio Mosquini, vice-líder do PMDB, -- que diz não ser o primeiro da fila para expulsão do PMDB caso mantenha o voto contra a reforma – considera que já deu sua “cota de sacrifício” pelo partido ao ajudar a livrar Temer de duas denúncias da Procuradoria-Geral da República (PGR), mas agora não pode “pagar sozinho”. “Não é hora de sacrificar meu mandato mais uma vez”, declarou.”

Com tanto dinheiro que o governo gasta para comprar votos para aprovar o projeto de Reforma da Previdência e também por não combater a sonegação daria para pagar o déficit da Previdência e ainda sobraria muito dinheiro! Então é uma mentira dizer que a Reforma é necessária!

ADVOGADOS: OS NOVOS RICOS DA LAVA-JATO – A Lava-Jato é péssima para uns e ótima para outros. Neste último caso se encontram alguns advogados. A revista VEJA, de 29/11, fez uma reportagem de capa, sob o título: “Os Novos Ricos da Lava-Jato – A história dos advogados que estão ganhando fortunas para defender empresários e políticos acusados de corrupção”. Na matéria, assinada por Ullises Campbell, faz essa revelação: “Aos 34 anos, Ticiano Figueiredo é um dos novos ricos. Em sua carteira de clientes figuram nomes como o ex-deputado Eduardo Cunha e os empresários Joesley e Wesley Batista”. O jornalista faz uma revelação espantosa: “ORDEM DOS ADVOGADOS MILIONÁRIOS DO BRASIL - Quanto custa ser defendido na Lava-Jato pelos profissionais mais estrelados: A REALEZA – Honorários de até 10 MILHÕES DE REAIS; A ELITE: Até 8 MILHÕES DE REAIS; OS EMERGENTES – Até 5 MILHÕES DE REAIS.” Outra revelação espantosa do jornalista: “Bretas é uma das mais jovens estrelas da geração Lava-Jato. Aos 35 anos (sic), trocou a sala de 40 metros quadrados no centro de Curitiba por um andar inteiro no mesmo prédio. “Desfruto de um padrão de vida que jamais sonhei ter”, admite. (...) Formado na Faculdade de Direito de Curitiba e filho único de um criminalista, ele hoje acompanha cerca de cinquenta processos da Lava-Jato relacionados a quinze clientes. Estima-se que já tenha embolsado em razão da operação algo na linha de 20 milhões de reais (sic)”. Sem comentário!

MARCO MACIEL - O jornalista Thiago Faria comenta no Estadão a biografia “Marco Maciel: um artífice do entendimento”, escrita por Angelo Castelo Branco. Segundo o comentarista, Maciel era tratado como “vice dos sonhos” pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Já a ex-presidente Dilma não pode dizer a mesma coisa de seu vice: Michel Temer. Este a traiu e tramou sua queda com o ex-deputado Cunha, hoje preso. Se fosse escrever a biografia do atual presidente, Angelo Castelo Branco daria o título: “Michel Temer: um artífice da Conspiração”. No comentário, essa triste notícia: “Hoje, aos 77 anos, diagnosticado com Alzheimer, não consegue pronunciar nem sequer uma palavra”. Triste fim de um político que foi, por oito anos, vice dos sonhos de FHC!

JASSON DE OLIVEIRA ANDRADE é jornalista em Mogi Guaçu

.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe