segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Temer ganhou, mas perdeu. Artigo de Jasson de Oliveira Andrade

A FOLHA (26/10), em manchete de primeira página, noticiou: “Temer escapa, mas perde apoio”. O Estadão (26/10), também em manchete de primeira página: “Câmara barra 2ª denúncia contra Temer, mas apoio da base diminui”. Já o deputado Paulo Teixeira (PT-SP) afirmou: “Com toda a imoralidade (sic) para obter votos, o Planalto ainda sofreu para formar maioria. Temer teve alta. Mas respira por aparelhos”. Trocando em miúdo: o presidente ganhou, mas perdeu! Os comentaristas políticos têm a mesma opinião, como veremos a seguir.

Vera Magalhães, no Estadão, analisa: “O clima na Câmara e no Palácio do Planalto ontem [25/10] não era de comemoração, nem mesmo de alívio. A vitória na votação da segunda denúncia contra Michel Temer foi na ponta do lápis, e a intercorrência médica pela qual passou o presidente mostra um homem fragilizado, além do político. (...) Minas Gerais, Estado de Aécio Neves e do relator Bonifácio de Andrada, deu uma votação massiva a favor do presidente. Foi o único Estado em que prevaleceu, ainda, a influência clara do presidente licenciado do PSDB, que na semana passada recebeu a ajuda do Planalto para se manter no exercício do mandato, a despeito da decisão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF)”. Temer salvou Aécio. Agora o senador tucano salvou o presidente!

O governo tem um problema mais preocupante, segundo Vera Magalhães: “Não bastasse ter de se ajoelhar até o fim do mandato no altar da negociação com Maia e o Congresso, Temer não poderá dormir tranquilo enquanto aliados da vida toda estiverem presos e tentados a fazer delação premiada. (...) Será necessário monitorar o pulso de Geddel Vieira Lima, Rodrigo Rocha Loures, Eduardo Cunha e Henrique Eduardo Alves até a reta final do mandato. (...) Vem aí uma convalescença política prolongada para Temer”. A conferir...

Bernardo Mello Franco, no artigo “Ao vencedor, as batatas”, comentou: “Michel Temer é um vencedor. Em junho, ele se tornou o primeiro presidente do Brasil a ser alvo de uma denúncia criminal no exercício do cargo. Foi acusado de pedir propina, obstruir a Justiça e chefiar uma quadrilha (sic), mas não perderá o cargo nem a liberdade. O caso dormirá numa gaveta até 2019. (...) Nos últimos quatro meses, o peemedebista ofereceu de tudo para manter os deputados no cabresto (sic). Seus articuladores leiloaram cargos e emendas na bacia das almas. (...) A operação de compra e venda deu resultado. Nesta quarta [25/10], a Câmara encenou o último ato da blindagem presidencial. A denúncia foi barrada por 251 votos a 233. (...) Temer se sagrou vencedor, mas terá que engolir batatas murchas e amassadas. Sua base de apoio ENCOLHEU (destaque meu), sua impopularidade bateu recorde e seu governo ficou ainda mais fraco e desmoralizado. MESMO ASSIM, ELE TEM O QUE FESTEJAR. É MELHOR CONTINUAR NO PALÁCIO DO QUE ANTECIPAR O ENCONTRO COM OS TRIBUNAIS (destaque meu)”.

PSDB – Na reportagem “Governo Temer sofre perda de votos generalizada e é derrotado no PSDB”, a FOLHA revela: “Se na primeira denúncia o PSDB rachou, mas se inclinou levemente a favor de Temer (22 votos a 21), desta vez o jogo virou: foram 23 votos contra o peemedebista e 20 a favor. (...) Ficaram ao lado de Temer o grupo de Aécio Neves (PSDB-MG), que teve o mandato restabelecido pelo Senado com decisiva ajuda do Palácio do Planalto”.

A CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) divulgou uma Nota, condenando a compra de votos, no valor de C$ 32 bilhões, segundo o Estadão: “A barganha na liberação de emendas parlamentares pelo governo é uma afronta aos brasileiros. (...) O divórcio entre o mundo político e a sociedade brasileira é grave”.

Paulo Henrique Amorim, no seu Blog “Conversa Afiada”, assim anunciou o resultado da Sessão na Câmara: “Safados 251 X 233 povo brasileiro”.

Pelo que vimos, é inquestionável que Temer ganhou, mas perdeu. Agora teremos um Zumbi até janeiro de 2019!

JASSON DE OLIVEIRA ANDRADE é jornalista em Mogi Guaçu

.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe