terça-feira, 20 de dezembro de 2016

"SAQUES GENERALIZADOS" Mentiras do imprensalão sobre a Venezuela


Venezuela: o país fictício da imprensa burguesa

A Venezuela é um país localizado ao norte da América do Sul, com um grande número de ilhas do Mar do Caribe. Com 32 milhões de habitantes e as maiores reservas de petróleo do mundo, a Venezuela existe, e é governada pelo presidente Nicolás Maduro, herdeiro político de Hugo Chávez, um governo nacionalista burguês que resultou da crise do neoliberalismo no país. Há, no entanto, um outro país chamado “Venezuela”, inventado pela imprensa imperialista para difamar o governo Maduro, apresentado como se fosse a Venezuela que de fato existe.

A Venezuela fictícia, apresentada pela imprensa burguesa como se fosse a verdadeira Venezuela, é um país em permanente estado de caos social há anos. Nesta segunda-feira (19), com informações de agências internacionais de notícias, o Estado de S. Paulo publicou uma matéria sob a seguinte manchete: “Venezuela aciona militares para frear saques após falha em troca de cédulas”. Mais uma vez, a Venezuela surge do texto como um país caótico à beira do abismo.

A notícia é que houve saques de supermercados devido a um suposto fracasso do governo em uma operação para tirar de circulação notas de 100 bolívares. Venezuelanos teriam ficado sem dinheiro para comprar produtos e partido para o saque dos supermercados. O governo denunciou os saques como resultado do estímulo da direita golpista, que tenta derrubar Maduro desde que ele assumiu a presidência, e tentava derrubar Chávez há mais de dez anos quando ele morreu. Para garantir a segurança das cidades onde houve saques, o governo enviou soldados do exército.

O truque dessa notícia, que mostraria uma Venezuela em colapso, está na enumeração dos nomes das cidades onde houve saques sem que o leitor saiba o tamanho dessas cidades. Na província de Bolívar, o caso “mais grave”, houve protestos nas cidades de El Callao, Guasipati, Ciudad Piar, Tumeremo, La Paragua e Santa Elena de Uairán. El Callao tem 21 mil habitantes, é praticamente um pequeno bairro. Mesma quantidade de habitantes tem Guasipati. A maior dessas cidades em número de habitantes é Ciudad Piar, com 52 mil pessoas. La Paragua é uma das paróquias de Angostura, que tem 41 mil habitantes ao todo. Eis aí os saques a supermercados generalizados que tomaram a Venezuela: uma série de incidentes em pequenas cidades no interior do país, denunciados pelo governo como obra de sabotagem da oposição golpista.

Essa forma de apresentar as notícias sobre a Venezuela fazem parte de um esforço conjunto da direita pró-imperialista em todo o continente para derrubar o governo da Venezuela. É parte da campanha da direita golpista na Venezuela. O imperialismo está buscando substituir os governos nacionalistas burgueses em todos os países atrasados por governo servis aos interesses do imperialismo, para fazer os trabalhadores pagarem pela crise e saquear o patrimônio nacional.


.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe