Monitor5_728x90

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

PRA BOTAR A DERRADEIRA PÁ DE CAL NO BRASIL Tucanos articulam queda de Temer


O “Fora, Temer” está garantido pela direita

Em meio à confusão da esquerda, que impulsiona palavras de ordem confusas como “Diretas, Já” e “Fora, Temer”, a direita também entra na campanha para assegurar o governo do PSDB para 2018 e estampa nas capas dos seus jornalões preferidos a campanha contra Temer.

Cláudio Melo Filho, ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht, afirmou em sua delação premiada que foi acordada entre os empresários da empreiteira e a Polícia Federal, em anexo entregue ao Ministério Público Federal, que o presidente Michel Temer pediu “apoio financeiro” para as campanhas do PMDB em 2014 a Marcelo Odebrecht, que se comprometeu com um pagamento de R$ 10 milhões.

Melo Filho precisará confirmar tudo que narra no anexo, em depoimento formal, mas sem necessitar de nenhuma prova, como já é de costume nas “investigações” da Operação Lava Jato. Após todos os depoimentos, o material será encaminhado para que seja ou não homologado pelo ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal. Caso seja homologado, as delações vão basear possíveis procedimentos de investigação formal.

Ainda no seu depoimento, Melo Filho detalhou que tinha um relacionamento “muito próximo com o núcleo político” de Temer. Segundo ele, Padilha e Moreira Franco eram responsáveis por transmitir os pedidos da Odebrecht ao atual presidente. “Tratei poucas vezes diretamente com Michel Temer”, disse o executivo. Segundo ele, foi o ex-ministro Geddel Vieira Lima quem o apresentou ao atual presidente da República, em 2005.

Essa propaganda contra Temer é um ataque direto da direita contra o PMDB. Para a imprensa golpista, Temer está andando “na corda bamba” com seu governo, e toda a propaganda está sendo feita para que o golpista Temer saia e deixe o caminho livre para a direita mais ligada à burguesia internacional.

Para os golpistas, Michel Temer não é “firme” o suficiente para concretizar todo o plano dos golpistas de ataque à classe trabalhadora e venda do Brasil para o capital internacional. Fernando Henrique Cardoso já comparou o governo do presidente Michel Temer a uma “pinguela” (ponte frágil, improvisada), o que quer dizer que o projeto da “ponte para o futuro” de Temer não é o suficiente para toda a destruição que os golpistas reservam para o País.

Enquanto a esquerda grita “Fora, Temer” e “Eleições Diretas”, deliberada como palavra de ordem principal pela Frente Brasil Popular em sua última Plenária, a direita já acelera a derrubada do golpista. Pois essa é a vontade dos verdadeiros donos do golpe que querem colocar no lugar do atual governo fragilizado a política de terra arrasada contra a economia e o povo brasileiro que o imperialismo quer impor ao Brasil, por meio dos seus “office-boys” da ala mais reacionária e perigosa do golpismo, o bloco PSDB-DEM.


.

.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe