Monitor5_728x90

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

A história das "armas de destruição em massa do Saddam" não ensinou nada



O insuportavel loop de ficar o tempo todo mostrando que não existe guerra civil na Síria, mas sim, a ação de grupos terroristas financiados e armados por um consórcio formado por EUA-França-Inglaterra-Turquia-Arábia Saudita-Catar-Israel, com o objetivo geopolitico de derrubar o legitimo presidente daquele país, objetivo traçado pelas potências, tendo os EUA à frente. Agora a "guerra" radicalizou noutra frente, a da PROPAGANDA.

Não que não existisse antes. Só o fato de, desde o começo, se falar em "guerra civil" ( PS: e na "oposição moderada" ), demonstra isso.

Só que as recentes vitorias espetaculares do exército sírio-Russia frente aos terroristas deixou os EUA em desespero, e aí começou a boataria sobre "massacres" cometidos pelo exército LIBERTADOR.

Ou então ( tal como os coxinhas, quando querem fingir um apartidarismo que não professam ) fala-se em massacres cometidos "por ambos os lados" ( bem semelhante ao nosso "todos os partidos são iguais" ).

Ainda bem que existem vários sites e jornalistas independentes, de várias partes do mundo, americanos inclusive, que estão mostrando a real. Basta garimpar. Infelizmente quase tudo está em inglês, mas já dá pra ter uma base.

.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe