Monitor5_728x90

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

06/01: Lançamento do livro "A OUTRA FACE DE SÉRGIO MORO"



O MPF tentou me intimidar, mas o livro saiu: A Outra Face de Sérgio Moro, com lançamento para o dia 6/1, 18:00 h, no Sindipetro-RJ

Fui intimado a depor no dia 14/12, no MP do Rio, numa clara ameaça à continuidade das minhas críticas ao juiz Moro e à Lava Jato e principalmente para barrar o lançamento do livro.

O MPF se calou nas inúmeras publicações de exaltação a Moro: A Globo deu prêmio ao juiz; o governo estadunidense também premiou o juiz e suas principais revistas, Fortune e Time, exaltaram Moro. Com certeza os EUA premiaram o juiz pelos serviços prestados. E o MPF se calou! Um juiz de primeira instância virou celebridade.

Agora, o juiz Moro e sua força tarefa da Lava Jato tentam barrar a possibilidade de juízes e procuradores serem punidos por crime de responsabilidade. É esse o espírito de justiça de Moro e da Lava Jato? Punir juízes e procuradores e também criticá-los não pode?

A Lava jato poderia afastar os dirigentes corruptos das empreiteiras e manter as empresas funcionando, para não punir os trabalhadores com o desemprego. Isso foi o que os EUA fizeram na quebradeira de 2008. Entretanto a opção de Moro e da Força tarefa foi outra, até porque, contrariando o STF, ficam com os vergonhosos 10% dos valores dos acordos entre o MP e as empreiteiras. Isso pode?

Além de salvaguardar as empresas e punir os dirigentes, em 2008, os EUA injetaram cerca de US$ 16 trilhões de dinheiro público na economia para salvar empresas privadas como a GM e o City Bank e principalmente não derrubar o PIB. Aqui, na conta da Lava Jato, ocorre a morte da engenharia brasileira; cerca de 2 milhões de desempregados e algo em torno de 5% de queda do PIB. E o juiz Moro estudou nos EUA?

A mídia já recebeu o convite do lançamento do livro. Claro que jamais publicariam, assim como a todos os artigos do livro foram enviados para a mídia e principalmente o Globo.

Agora você tem a oportunidade de conhecer “A Outra Face de Sérgio Moro” e ajudar os cerca de dois milhões de demitidos, já que a receita dos livros é toda para as vítimas da Lava Jato!

Rio de Janeiro, 29 de dezembro de 2016

Autor: Emanuel Cancella, - OAB/RJ 75 300

Emanuel Cancella que é da coordenação do Sindipetro-RJ e da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP)

(Esse artigo pode ser reproduzido livremente)

OBS.: Artigo enviado para possível publicação para o Globo, JB, Folha, Estadão, Veja, Época entre outros órgãos de comunicação.




.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe