Monitor5_728x90

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Se Trump for menos intervencionista, golpista, sabotador e genocida que os democratas como Killary, já está valendo. Embora JAMAIS SE DEVA ACREDITAR NUM PRESIDENTE DOS EUA


Trump sinalizou varias vezes sua insatisfação com as "intromissões" que os EUA fazem mundo afora - como a que se anda fazendo na Síria - e também sinalizou seu interesse em não bater de frente com a Russia.
Pelo que vi ao longo desse tempo ( quase nunca em português, esse pra mim é um detalhe importante, e eu sempre repassei adiante links para matérias sobre essa questão, pena que não guardei quase nenhum ), ele foi o único a falar sobre isso de forma destacada.

Embora não se deva confiar JAMAIS num presidente americano, a gente pouco deve se lixar para o que os americanos sofrerão nas mãos do cara CONTANTO QUE ELE CESSE as sabotagens, golpes, terrorismo e massacres que os EUA vêm praticando ao longo de décadas.

Se isso irá ocorrer? Bem, JAMAIS SE DEVE CONFIAR NUM PRESIDENTE AMERICANO.

==> Por quê os direitos dos americanos são mais importantes que o simples direito de existir dos povos do mundo, como o sírio? Eles que virem lá, façam manifestações e protestos e mantenham o Trump ocupado <==

Não é porque os coxinhas vagabundos brazucas cometeram a besteira de fazer "manifestação" a favor do cara, que eles realmente entenderam alguma coisa. Coxinha nunca entende nada. Acharam mesmo que Hillary seria uma "Dilma Americana".

Não foram os únicos a achar isso. Só que ela está mais para Mary Tiffoyd.

PS: Era pra ser o Sanders, mas a máquina da "Dilma Americana" trabalhou pra derrubar o cara e ele, em vez de sair como "independente", como pediram seus eleitores e simpatizantes, resolveu apoiar a dama da guerra. Ops, perdão, a "Dilma Americana". Agora aguenta.

Abaixo, vão alguns dos links, com alguma ordem cronológica, que talvez ajudem a ilustrar o que eu quis expor no texto acima:










Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe