Monitor5_728x90

terça-feira, 8 de novembro de 2016

A "Indústria da Multa" e a fraudadora do ENEM


Não adianta. Quanto mais a gente escuta ou lê gente vociferando "contra a corrupção" ( curiosamente, só a corrupção do PT, mesmo considerando, por exemplo, o esforço, por vezes ilegal, que a Lava Jato está fazendo para apanhar o Lula, fato que não passou despercebido por um professor de Harvard ), mais casos de paneleiros e "cidadãos de bem" sendo apanhados cometendo delitos, ilegalidades ou corrupções.
Como eu sempre digo, tem "cidadão de bem" que, se estivesse na politica, seria pior que o Cunha ou o Aécio. Falta apenas a oportunidade. 
Também costumo dizer que cada corrupto comete a corrupção que está ao seu alcance. Tem o cara que está num patamar onde ele pode desviar milhões de dinheiros que seriam destinados à merenda escolar, e tem o cara cuja possibilidade de corrupção está em oferecer propina para não tomar alguma multa. É uma questão de escala e grandeza.

De tempos em tempos eu costumo contar novamente uma historinha que ocorreu no meu bairro, de classe-média paulistana. O jornal do bairro publicou, em sua seção de cartas de leitores, a reclamação de moradores de uma determinada rua, que chiavam contra a CET por causa da falta de fiscalização na citada via. Naquele pedaço era proibida a circulação de caminhões, havia placas e sinalização e tudo o mais. Os moradores, cansados daquele estado de coisas, daquela imoralidade toda, resolveram botar a boca no trombone. Cidadãos de bem como eles não merecem ser importunados nem chateados.

Depois que li aquilo, fui ao portal do jornal e ali estava a carta. Resolvi comentar.

Eu disse que não entendia a razão dos moradores reclamarem da falta de fiscalização à circulação de caminhões em sua rua, pelo simples fato de que quem passasse ali, uma das primeiras coisas que perceberia claramente é que vários dos moradores estacionavam seus carros na calçada, OBRIGANDO O PEDESTRE A CAMINHAR PELO MEIO DA RUA, e que fazendo isso, eles levavam o pedestre até a ser atropelado por um dos caminhões que circulavam "ilegalmente" ali.

Vejam se aqueles moradores não eram a fina flor da canalhice: será que eles achavam que quando o fiscal da CET aparecesse ali para multar os caminhões, os moradores TAMBÉM NÃO SERIAM MULTADOS por deixarem seus carros na calçada?

Mas, conhecendo aquela gentalha, eu sabia que, logo que recebessem suas justas e merecidas multas, eles voltariam a reclamar no jornal, dessa vez por causa da "Industria da Multa".

Assim, não surpreende em nada, no Brasil de hoje, uma menina ter sido apanhada e acusada de tentar fraudar a prova do ENEM, pagando 180 mil reais pra sei lá quem, e essa mesma menina ter antes postado nas redes sociais mensagens contra "a corrupção", "Fora Dilma" e coisas do tipo. 

Ela não é exceção. Ela é a regra. Ela é o retrato pronto e acabado dos coxinhas. E não tem quem me convença do contrário.

.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe