Monitor5_728x90

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Estatísticas do desemprego no Brasil eram reforçadas pela "Indústria da Multa" do Handradd!!


É isso mesmo!

Acompanhem, apedeutas!

Em primeiro lugar, para você ser considerado "desempregado", é necessário que você esteja...vivo. Longe de ser uma obviedade ululante, essa constatação tem o papel didático aqui, pois tem gente que precisa ser conduzida pela mão durante o percurso da construção do raciocínio, essa que é a verdade. Alguns chegam a precisar de babador.

Para que você esteja vivo, são necessárias várias condições. Uma politica de segurança no trânsito (*) é parte fundamental nisso, nos dias de hoje, já que não vivemos mais nos tempos em que populações eram dizimadas por fomes, doenças como a Peste Negra, ou por causa de superstição e ignorância.

A politica de segurança no trânsito que tinhamos em São Paulo - em vigor até dezembro deste ano - evitou a morte de milhares de pessoas na Capital.

Não é possível dizer que estas vidas salvas estão empregadas ou desempregadas atualmente.

Mas podemos considerar que, a partir do primeiro dia do Ano Novo ( Feliz Ano Novo, aliás! ), quando São Paulo se tornar novamente um lugar arriscado para se andar a pé, de bicicleta ( e de carro também, por quê não? ), evidentemente haverá mais mortes decorrentes do trânsito.

Aí é está o lance: se um desempregado paulistano estiver caminhando a uma velocidade de 10km/h numa avenida em linha reta, com o vento contrário a 12km/h, e ele for atropelado por um veículo que vem a 100 km/h e...não, caramba, não é isso. Viajei.

Se um desempregado paulistano for atropelado por um Camaro Amarelo a 100km/h, claro que haverá UM DESEMPREGADO A MENOS nas estatísticas. E isso é muito bom!

Agora, se uma pessoa empregada, com um salário de uns R$2000,00 por mês, for atropelada, imediatamente sua vaga será ocupada por um desempregado, o que melhorará as estatísticas de emprego no país, e isso será celebrado como evidência de que a crise está passando.

Agora, como vivemos novos tempos, seguramente a vaga do presunto acima será ocupada por DOIS NOVOS FUNCIONÁRIOS, com um salário de R$ 1000,00 por mês cada um.

Ou seja: uma morte no trânsito será uma pecinha a mais no desenvolvimento econômico e as mortes coletivas no trânsito, ao menos em no que concerne a São Paulo, serão a mola propulsora do desenvolvimento do Brasil, e um novo porvir se avizinha.

É São Paulo, como sempre, liderando o progresso do País!

Acelera, Camaro Amarelo!

(*) Que os inimigos politicos e a imprensa amiga desses inimigos politicos apelidaram de "Indústria da Multa", para apelar aos mais baixos e sujos instintos da população, e com sucesso acachapante 

.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe