Monitor5_728x90

terça-feira, 2 de agosto de 2016

A Linguística explica: Discurso anti-PT é popular assim por causa de sua natureza de 4ª série primária

Leiam com atenção o texto abaixo.

Dois parágrafos.

1) " (...) "A repetição é uma das estratégias de Trump e tem efeito retumbante", nos contou George Lakoff, professor de linguística cognitiva da Universidade da Califórnia, nos EUA. A precisão ou legitimidade de declarações repetitivas como “Vamos vencer, vencer, vencer” ou “Maldita Hillary, maldita Hillary” ficam em segundo plano. A repetição por si só já basta. Quando a mídia repete algo incansavelmente, diz Lakoff, as conexões neurais ficam mais fortes."

Agora troque "Maldita Hillary" por "Dilmanta", e "Vamos vencer" por "PT corrupto, Lula ladrão". E eu vou repetir aqui a frase final do parágrafo: QUANDO A MÍDIA REPETE ALGO INCANSAVELMENTE, AS CONEXÕES NEURAIS FICAM MAIS FORTES.

2) " (...) Quanto mais fortes se tornam essas conexões, mais chances dos chavões evocarem associações, e mais chances da ideia soar certeira, seja ela lógica ou não, verdadeira ou não. “Se você disser ‘terroristas islâmicos radicais’ várias vezes, incutindo nas pessoas a ideia de que homicidas têm maior probabilidade de serem muçulmanos, então as pessoas terão mais medo de muçulmanos". afirma Lakoff. “Trump se aproveita dos processos neurais simples do cérebro.”

Agora, troque "terroristas islâmicos radicais" por "A Petrobrás está falida graças ao Bolivarianismo".

E o vídeo lincado nesse texto. Infelizmente tá em inglês. Assistam. Vale muuuuito a pena. [ ver abaixo ]

Trocando em miúdos: se você acredita em tudo o que a mídia diz, é porquesua capacidade cognitiva é de uma criança de 9 anos. Palavra de George Lakoff.

Eu poderia te chamar de burro, mas há crianças de 9 anos capazes de fazer conexões neurais bem mais complexas que as suas.

LETÍCIA SALLORENZO, no Facebook


.






Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe