Monitor5_728x90

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Indigente e fascistóide, o “Escola sem Partido” é o caminhar de quatro. Por Bob Fernandes


O DEM foi PFL, PDS, e nunca foi além. O PDT foi PDT com Brizola e Darcy Ribeiro.

O PSDB foi, deixou de ser, e segue na brigalhada interna. Envelhecendo no sonho de voltar a ser.

O PC segue sendo do B, e a Rede é da Marina. O PSB levantava voo com Eduardo Campos. Caiu, e tem queda milionária para explicar. O PSOL engatinha, e pretende ser.

No PT, bom pedaço já se foi. Inclusive para cadeia. Restam resistentes, e a quimera.

Uns 30 outros partidos serão sempre o que já são: estações para baldeação, moedas de troca.

E têm os que se reza para que nada sejam. Porque neles já a semente do que pode haver de pior: o fascismo.

O PMDB foi MDB, história na resistência à Ditadura. Dividiu o Poder por 31 anos, agora está na Presidência. Com sua cúpula over-investigada, ameaçada pela cadeia.

Sobrevoo e imagens em dois minutos não tem como incluir a História: a construção e desconstrução, a capilaridade, aproximação e distanciamento entre partidos e sociedade.

Fato é que vamos chegando à estupidificação. Como mostra o caminhar de quatro para discutir "Escola sem Partido".

Alagoas já aprovou. Em meia dúzia de estados, no Congresso, em Mídias e redes, essa asneira exibida como se falasse de "Educação".

Por partidos e tipos que querem as escolas, ai sim, para tirar partido; para o negócio da religião, que rompe o Estado Laico e avança.

Muito do que existe, e deveria vir a debate público em espaços plurais de massa, parece não existir. Se muito é jogado nas redes sociais.

Nas redes, pela imposição tecnológica, modelo do negócio, tribos conversam consigo mesmas. Em meio à Babel, difícil encontrar, acender e espalhar luzes.

Pensamento, debate, polêmica eficaz, se rendem. Nos textos, aos milhões, adjetivos-símbolo do minimalismo emburrecedor:

-Esquerdopata, Coxinha, Bolivariano, Petralha, Tucanalha, Mortadela, Mimimi...

Esse barulho indigente e fascistóide chamado "Escola sem Partido" é fruto desse tempo, não do acaso.


.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe