Monitor5_728x90

segunda-feira, 11 de julho de 2016

DIREITO DE RESPOSTA Senador Requião repele acusações vazadas pela Folha: "Delator reconhece que esquema voltou agora com tucano Beto Richa"


Em direito de resposta na Folha, Requião rebate acusações

Em um raro momento da comunicação brasileira, o senador Roberto Requião (PMDB-PR) rebateu e as acusações de um delator, que disse que ele liderava um esquema de desvios no Conselho de Contribuintes e Recursos Fiscais, que julga questões tributárias no Paraná.

O senador reforçou dizendo que as acusações do auditor fiscal Luiz Antônio de Souza, vazadas pela Folha de S. Paulo em 4 de julho, são uma vingança por seu combate à corrupção praticada por fiscais da Secretaria da Fazenda.

De acordo com Requião, as acusações "são uma clara vingança contra mim, já que, no período em que governei o Paraná, isentei pequenas empresas de imposto e retirei a fiscalização sobre elas, coibindo o achaque contra empresários".

Requião informa ainda que a própria estrutura do conselho evitava "acertos" , poi o órgão era composto por 24 conselheiros –metade deles indicados pelo Fisco e o restante por federações patronais–, além de dez representantes da Fazenda e de um procurador do Estado.

"Essa estrutura torna impossível a realização de qualquer 'acerto' no órgão que, desde 1972, tem uma tradição de lisura, competência e honestidade", enfatizou.

Requião ainda destacou que o próprio delator o inocentou ao fazer a seguinte afirmação sobre o suposto esquema de desvios: "Na época do Requião, ficou meio suspenso, meio parado, e voltou agora com o Beto", referindo-se ao atual governador Beto Richa (PSDB), que já refutou essa acusação.

A delação do fiscal foi anulada por suspeita de que ele estava extorquindo outros envolvidos no esquema, mas seu conteúdo continua sob investigação pelo Ministério Público Federal.

Do Portal Vermelho, com agências

...

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe