Monitor5_728x90

domingo, 17 de julho de 2016

"Ainda não me convenci de que evento em Nice seja atentado terrorista", diz filósofo

O assassinato de Nice: não me convenci, até agora, de que fosse atentado terrorista. Dois dias antes da chacina, o criminoso estava embriagado - o que o Islã proíbe, aliás, proíbe a mera ingestão de álcool.

Era uma pessoa altamente desequilibrada, segundo os depoimentos colhidos por Le Monde. Seu repertório para lidar com a frustração era pequeno, pobre. A violência doméstica era uma das suas principais saídas quando frustrado. Não tendo mais a esposa para espancar, alugou um caminhão e assassinou.

Terá sido um ato ligado ao ISIS, Daesh ou Estado Islâmico (sinônimos) ? É o que o ministro do Interior da França - e boa parte da imprensa - supõem. Mas qual a ligação? Não li nada, até agora, que a comprove, na verdade, sequer que a indique.

Em vez de "radicalização rápida", é possível que tenha sido apenas um ato individual de violência. Agora, sendo ele árabe, tendo assassinado no dia 14 de julho, seu ato se colore de terror político. E, claro, o ISIS aproveita isso.

Mas, até melhor prova, é mais racional entender que a ligação do assassinato com o grande movimento terrorista esteja mais na recepção do crime, do que na sua produção.

Renato Janine Ribeiro, no FACEBOOK

LEIA TAMBÉM ( se souber inglês ):

Nice – 14th July Massacre – Another False Flag in France? - INFORMATION CLEARING HOUSE

...

...

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe