Monitor5_728x90

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Os Cunhas, a Indústria da Multa e o Brasil novo que se alevantou no horizonte




O problema dos Cunhas é que eles não sabem lidar com as frustrações. Vendo seus candidatos trensaleiros merendopatas levando 4 surras seguidas, ficaram cada vez mais inconformados e intransigentes, em vez de sossegarem o facho.

Eu até entendo o que eles sentem. Juro. Sei bem o que é frustração eterna.

Vou dar um exemplo.
Há anos eu falo - contra todo o esmagador senso comum hipocrita dominante - que não existe Indústria da Multa em São Paulo. 
Eu sou a zaga do Brasil contra o ataque da Alemanha. Eu entro pra perder já sabendo do resultado. Eu perco todas, mas continuo entrando em campo. 
Eu vejo pessoas estacionando o carro sobre calçadas reclamarem das multas que levam - quando levam. Eu vi a imprensa inculcar nas pessoas e, ao mesmo tempo, disseminar a versão criminosa e conveniente de que aumentam "as multas" em vez de aumentam "as infrações autuadas". Eu guardei jornais que provam o que digo.
Eu tenho milhares - sem exagero - de requisições de fiscalização junto à CET. Pode ser vizinho, estabelecimento comercial, foda-se. Tem locais que são pontos viciados. Um restaurante oriental perto aqui de casa, por exemplo. Todo dia ocupam a calçada como estacionamento, não sei se são fregueses ou funcionários, mas não importa. O lado par da Rua Pinheiro Guimarães, em Vila Prudente. Já cheguei a contar 30 veículos estacionados ao longo da via, na calçada. Esse estado de coisas acontece há anos, e já perdi a conta de quantas vezes chamei a CET. Nunca deu em nada. Se eu fosse um desses Cunhas revoltados, fazia que nem o Elvis fez com a televisão.
Eu já descrevi aqui vários casos, como funciona, isso de você necessitar telefonar umas 5 vezes pra CET pra que eles atendam à reclamação. Em 99% dos casos minhas solicitações resultaram em nada. Não existe sequer efetivo para isso. Mesmo com os convênios que a Prefeitura fez, não se multa o que se deve. Exsite um troço chamado "remoção", que apesar do nome bacana, resume-se ao fiscal da CET pedir pro meliante tirar o carro do local proibido. EVIDENTEMENTE, conhecendo os Cunhas como conhecemos, é óbvio que, basta o fiscal virar as costas que o Cunha bota o carro de volta no lugar. 
Eu vejo carro de PM passar ao lado de carro estacionado ilegalmente e não fazer nada, embora a PM tenha, por convênio, o papel de fuder o vagabundo que deixou o carro ali. 
Os Cunhas, que só querem rigor na lei para os outros, agradecem por estas deficiências na fiscalização. E, em seguida, reclamam da "Industria da Multa" no Facebook.

Por saber dos riscos é que eu nunca tive um celular modelo moderno. Mas não que eu tenha medo de assaltos. Tem gente muito pior que os chamados "bandidos": o cidadão de bem
Como só me interessava a função "telefone" do celular, nunca comprei um. Mas, de repente, percebi que a função "fotografia" me seria útil. Pois com ela eu poderia fotografar e documentar, de forma que seria irrespondível e inquestionável, que não existe Indústria da Multa. Sei lá, criar um blog ou site com essas fotos de carro em locais proibidos, de gente falando ao celular enquanto guiam.

Não que eu esteja pensando minimamente em melhorar o mundo ou em cidadania ou coisa do tipo. Eu só quero que esses meliantes tomem no rabo. Não sou politicamente correto. Por isso é que eu digo que enchentes e roubos de carros são uma espécie de Justiça cósmica. Já que a CET não faz nada...

Mas desisti da idéia de comprar celular com câmera por saber que, se fizesse isso, cedo ou tarde levaria um tiro na cara, dado por um cidadão de bem, digo, por um Cunha.

É desesperador, mas sou obrigado a me resignar e ver os absurdos, diariamente, cometidos pelos Cunhas carrocratas paulistanos. Sou um colecionador de derrotas. Ao contrário dos Cunhas, que reclamam dos resultados eleitorais, mas emplacam um Alckmin aqui, um Capez acolá e governam SP há 22 anos. Oras, além de aguentar o PSDB por 22 anos ainda tenho que aguentar essa lorota de "Indústria da Multa".

Mas não me tornei um rancoroso frustrado por causa disso. Engulam essa, Cunhas! Aprendam a viver com dignidade.

Ah! E passem a cumprir as leis, da mesma forma que vocês exigem dos outros. Pega mal fazer um discurso e agir de outra forma. Estamos em um novo Brasil, lembrem-se disso.

...

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe