Monitor5_728x90

sexta-feira, 27 de maio de 2016

"Apartidário", MBL recebia favores de PMDB, PSDB, DEM, Paulinho da Força para derrubar Dilma



Então rolava uma “mortadela” do PMDB, do DEM e do PSDB para o MBL, “seu” Kim?

Reportagem de Pedro Lopes e Vinícius Segall, no UOL, Áudios mostram que partidos financiaram MBL em atos pró-impeachment:

O MBL (Movimento Brasil Livre), entidade civil criada em 2014 para combater a corrupção e lutar pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), recebeu apoio financeiro, como impressão de panfletos e uso de carros de som, de partidos políticos como o PMDB e o Solidariedade.

O movimento negociou também com a Juventude do PSDB ajuda financeira a suas caravanas, como pagamento de lanches e aluguel de ônibus, e teria tido apoio da “máquina partidária” do DEM.


Quando fundado, o movimento se definia como apartidário e sem ligações financeiras com siglas políticas. Em suas páginas em redes sociais, fazia campanhas permanentes para receber ajuda financeira das pessoas, sem ligação com partidos.


Os coordenadores do movimento, porém, negociaram e pediram ajuda a partidos pelo menos a partir deste ano. Atualmente, o MBL continua com as campanhas de arrecadação nos seus canais de comunicação, mas se define como “suprapartidário”. Aliás, a contribuição financeira concedida é vinculada ao grau de participação do doador com o movimento. A partir de R$ 30, o novo integrante pode ter direito a votos.

Tem desculpas pra lá e pra cá, foi material, foi lanche, foi passagem, foi isso, foi aquilo.

O fato, porém, é que eles eram os primeiros a proclamar sua total independência dos partidos e a acusar os defensores da legalidade a serem movidos a “mortadela”.

Os comentários estão “bombando no site do UOL. E a defesa, claro, é a de dizer que os jornalistas são petistas ou “petralhas”.

E olha que só apareceu a pontinha do rabo desta gente.

Vai precisar de muita “coluna” de Kim Kataguiri na Folha para explicar.



...

Trecho extraido de "Máscaras golpistas caindo; coxinhas são recheados de mortadela", publicado no Blog da Cidadania:


"( ... ) Agora, surge uma bomba que deve se espalhar como fogo pelo mundo. Simplesmente confirmou-se o que todos sabiam, que esses vagabundos de ultradireita que passam o dia na internet insuflando ódio político para inflar manifestações de rua são pagos pelo PSDB, pelo PMDB, pelo DEM e congêneres.


O que é mais divertido nessa história é que os fascistas desse grupo de trolls profissionais que foi flagrado em gravações confessando que é pago por partidos de direita, o tal “MBL”, vive afirmando que os manifestantes pró Dilma são pagos com “sanduíches de mortadela”.


A matéria publicada no UOL mostra que quem é pago para se manifestar e deve estar comendo muita mortadela é a direita antipetista. Quem entregou o jogo foi o “secretário de juventude” do PSDB-RJ, Ygor Oliveira, flagrado confessando que partidos pagam lanche, transporte e um troquinho aos grupos que o MBL leva para manifestações.

Diz o tucano-mirim Ygor Oliveira:

“(…) Aqui no RJ, foi feita uma parceria entre o MBL, na pessoa do Bernardo Sampaio [coordenador do MBL], e na minha pessoa, Ygor Oliveira, pela juventude do PSDB. Fizemos uma… um projeto de a JPSDB captar com amigos, colaboradores, o valor referente a hospedagem, alimentação, translado, entre outras despesas(…)”

Está provado, também, que esse bando de comentaristas de direita composto exclusivamente por anônimos e que passa os dias postando agressões na internet é movido por “idealismo” remunerado. Por isso que todos os militantes de direita que comentam matérias políticas em sites da internet são anônimos. Está explicado."

...
O "livre de PT" justificava absolutamente tudo. Nunca foi "contra a corrupção".



...

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe