Monitor5_728x90

sábado, 26 de março de 2016

A doença psiquiátrica da Veja



Durou pouco a impressão de que a revista Veja pudesse estar ameaçando uma tímida recuperação de sua psicose maníaco-obssessiva em relação a Lula.

Hoje, a revista protagoniza um vexame internacional.

Poucas horas depois de ter lançado mais um de seus lixos jornalísticos, desta vez sobre um mirabolante “plano de fuga” de Lula para a Itália, tomou um “sabão” em regra da própria representação diplomática daquele país.

Nota da Embaixada da Itália:
Em relação à matéria “O plano secreto” publicada na última edição da revista Veja, a Embaixada da Itália declara:
1. As informações referentes à Embaixada e às supostas conversas do Embaixador Raffaele Trombetta são inverídicas.
2. Relativamente ao evento no Palácio do Planalto, a pessoa destacada na fotografia e sentada em uma das primeiras fileiras não é o Embaixador Trombetta, como pode-se constatar facilmente. O Embaixador Trombetta estava sentado, junto a todos os demais embaixadores, no espaço reservado ao corpo diplomático.
3. Na conversa telefônica citada, foi dito ao jornalista que não se queria comentar fatos que, no que tange à Embaixada, eram e são totalmente inexistentes.

Veja, como se vê, não é capaz sequer de acertar um sorvete na própria testa: erra.

Lula não é réu em processo algum. Não tem passaporte confiscado nem está proibido de sair do país. Se quiser ir para a Itália ou qualquer outra parte do mundo, basta ir ao Aeroporto e comprar uma passagem.

É mesmo uma pena que a imprensa, segundo a Justiça, possa ter a ética como “opcional”.

Do contrário, Lula ia ocupar a capa da próxima Veja, sem a tinta vermelha que puseram sobre sua foto, para reduzir a revista ao que ela é, uma imprensa marrom.


...

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe