quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Incêndio destruiu 0,4% do acervo da Cinemateca Brasileira, mas títulos afetados possuem cópias



Segundo dados da instituição, cerca de mil títulos foram incinerados, mas possuem cópias em outras mídias e suportes

O incêndio que atingiu na madrugada desta quarta-feira (3) um dos quatro depósitos de armazenamentos de filmes da Cinemateca Brasileira, sediada na Vila Clementina, zona sul de São Paulo, felizmente não causou perdas tão expressivas como as provocadas, em dezembro último, pelo acidente que devastou o Museu da Língua Portuguesa, no centro da capital paulista.

Segundo nota oficial da Cinemateca Brasileira, cerca de mil cópias de filmes foram destruídas, número que representa algo em torno de 0,4% do acervo da instituição, a maior do gênero na América Latina. Ainda segundo a nota, grande parte das películas destruídas no incêndio possuem cópias em outras mídias e suportes. 

Leia, a seguir, o comunicado da Cinemateca Brasileira na íntegra:

“A Cinemateca Brasileira comunica que na madrugada desta quarta-feira (03), ocorreu um incêndio que atingiu um dos 4 depósitos de armazenamento de filmes em suporte de nitrato de celulose, característico da produção cinematográfica anterior à década de 1950. 

A corporação foi acionada às 5h30, horário de Brasília, e 12 bombeiros participaram do combate ao fogo, que durou cerca de 30 minutos. Às 6h20, o fogo já havia sido totalmente controlado e permanece ainda o trabalho dos bombeiros para rescaldo da área atingida.

Cerca de mil rolos de filmes foram queimados. Deste total, a grande maioria está conservado em outras mídias/suportes. Os filmes destruídos estavam todos em domínio público e o levantamento da pequena parte afetada, sem duplicação, será informado pela Cinemateca nos próximos dias. 

A estrutura criada especificamente para acomodar o acervo de filmes no suporte de nitrato não tem rede elétrica (para evitar riscos de curto-circuito) e as paredes não são conectadas com o teto para evitar propagação do fogo. Neste sentido, a construção se mostrou eficiente para sua finalidade, uma vez que o fogo não atingiu nenhuma outra câmara do depósito.

O nitrato de celulose é um material, que pela sua composição físico-química, pode entrar em combustão espontânea, dependendo da temperatura no ambiente. Os bombeiros farão a perícia, com vistas a tentar identificar a causa do incêndio.

O arquivo de matrizes audiovisuais, filmes de depósito legal, e todas as coleções da instituição com cerca de 250 mil rolos de filmes não foram afetados, e seguem com suas câmaras intactas. O incêndio destruiu pouco menos de 0,4% do total do acervo. 

As áreas de acesso público da Cinemateca e todo o seu acervo não-fílmico, composto por aproximadamente 1 milhão de documentos e objetos, estão distantes do acervo de nitrato e não apresentam nenhum risco. 

O foyer e a Salas de Cinemas em funcionamento estão devidamente equipados e a Cinemateca tem em seu corpo funcional dois bombeiros civis. Portanto, o atendimento ao público será normalizado ao longo da semana, de acordo com a disponibilidade das equipes técnicas, que neste momento concentram seus esforços no acervo atingido.”


.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe