Monitor5_728x90

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

O pedido de desculpas do ‘jornalista’ que atacou Chico é pior que a ofensa original, por Kiko Nogueira



Infelizmente não existe essa figura no nosso Código Penal, mas, se existisse, o “jornalista” João Pedrosa mereceria ser processado não apenas por calúnia e difamação, mas por burrice e falta de caráter.

Seu pedido de desculpas a Chico Buarque é uma peça que mistura estupidez, covardia e falsidade em doses cavalares.

Por que não fez antes? Por que um mea culpa depois de saber que será acionado na Justiça?

Grana. Foi o terror de mexer no bolso que o fez subitamente se arrepender de deixar no Instagram de Silvia Buarque a mensagem “Família de canalhas!!! Que orgulho de ser ladrão!!!”

Até ontem, Pedrosa achava normal invadir uma conta de rede social alheia para deixar um recado desse nível.

Ele se justificou, numa entrevista à Veja SP, se definindo como “totalmente antipetista”. “A Venezuela é o único país que está pior que o Brasil, mas iremos chegar lá”, disse.

“Estava revoltado, tinha acabado de ver umas imagens de pessoas em hospitais, de uma mulher que pariu na rua. Sou uma pessoa de esquerda, apesar de ser elite”.

A tal carta é pior que isso. Ei-la:

“Carta a Chico Buarque e família,

Estou escrevendo essa carta para me desculpar, se isso for possível. Eu errei e me excedi ao insultar a sua família. Infelizmente a política brasileira nos colocou em campos opostos, assim como acontece com toda a nação.

Quero crer que nós queremos a mesma coisa para os brasileiros por vias opostas, uma vida digna e próspera. A sua via é o socialismo, e a minha, o capitalismo. Desde a eleição da presidente, o Brasil entrou numa espiral negativa de ódio de classes, racial e política, que mergulhou o Brasil num caminho de decadência econômica, moral e social inegáveis, que eu acredito tragicamente irreversíveis, foi isso que motivou o meu ódio, e o meu comentário errado e infeliz.

O meu insulto foi motivado por sua associação ao PT e ao MST, são eles que eu considero ameaça à nossa dignidade e nossa democracia. Fui motivado pelas mulheres que estão dando à luz nas calçadas, aos velhos sem atendimento nos chãos dos hospitais, e principalmente, aos milhões de pais de famílias impedidos de darem pão e dignidade às suas famílias e vidas, enquanto os políticos patrocinam copas e olimpíadas, e o enriquecimento, e poder pessoal deles.

Espero que acredite que o meu arrependimento é sincero, e eu afirmo que é, mas também são extremos a minha revolta e indignação com o nosso momento atual, foi isso que motivou o meu erro.

Sem mais, sinceramente”

Noves fora o massacre da língua portuguesa, Pedrosa joga a responsabilidade por sua canalhice no colo de Dilma e na “espiral negativa de ódio de classes, racial e política” que sua eleição provocou.

Chico Buarque, suas filhas e sua ex-mulher foram caluniados, ao fim e ao cabo, por causa da presidente, das mulheres que dão à luz nas calçadas — e por ter uma opinião diferente da dele.

Nunca se ouviu falar de qualquer remota iniciativa de João Pedrosa no sentido de mitigar o sofrimento dos brasileiros. A razão é que ele nunca fez nada. Ninguém sabe quem ele é.

É apenas mais um revoltado online. Foi tirado do anonimato por sua própria calhordice e falta de noção e de modos. Ficará conhecido como o sujeito que, ao redigir desculpas para tentar escapar de um processo, piorou ainda mais sua situação.


.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe