Monitor5_728x90

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Detrator erra endereço da carta para Chico Buarque, por Marcelo Auler


Foi pela imprensa, que Chico Buarque, seus familiares e o advogado João Tancredo tomaram conhecimento da carta com pedido de desculpas que o pseudo jornalista e colecionador de arte de São Paulo, João Pedrosa, diz ter enviado ao cantor. Pelo jeito, a remessa foi para o endereço errado – chegou nas mãos dos jornalistas antes do destinatário. Isso é um claro sinal que mais do que arrependimento por ofender os Buarque de Hollanda, tratados por ele como “Família de canalhas!!! Que orgulho de ser ladrão!!!””, a preocupação de Pedrosa é tentar limpar seu nome. Afinal, como admitiu ao site da Veja SP, “meu nome está jogado na lama”.

Chico, seu familiares e seu advogado leram a carta pela coluna da Mônica Bérgamo, na Folha de São Paulo, on line. Como diz Mario Canivello, assessor do compositor, “a carta tem até um pedido de desculpas, mas não tem uma retratação formal. Em momento algum nós conseguimos detectar ali uma retratação formal. Ele não diz, “errei, não tenho provas de que o Chico seja ladrão, a família não é uma família de canalhas”.”

Tudo pode não passar de uma estratégia do colecionador de arte na tentativa de evitar o processo que a família unida pretende lhe mover, como noticiamos em Chico Buarque processará fazendeiro de Guaíra (SP).

“Não só pelo conteúdo da carta como também por entrevistas que está concedendo. Ele está muito mais preocupado em justificar e legitimar a agressão dele do que realmente fazer uma retratação formal”, diz Canivello.

Na entrevista à Vejinha São Paulo, além de se confessar eleitor de Aécio Neves, o colecionador volta a criticar o cantor e compositor: “Em meio às circunstâncias atuais, ele ainda promove o PT e o Movimento dos Sem Terra.”

Abaixo leia a carta que ele endereçou aos jornalistas antes de ser entregue a quem ela deveria ser dirigida, caso não houvesse um interesse maior de aparecer do que pedir perdão.

“Carta a Chico Buarque e família,

Estou escrevendo essa carta para me desculpar, se isso for possível. Eu errei e me excedi ao insultar a sua família. Infelizmente a política brasileira nos colocou em campos opostos, assim como acontece com toda a nação.

Quero crer que nós queremos a mesma coisa para os brasileiros por vias opostas, uma vida digna e próspera. A sua via é o socialismo, e a minha, o capitalismo. Desde a eleição da presidente, o Brasil entrou numa espiral negativa de ódio de classes, racial e política, que mergulhou o Brasil num caminho de decadência econômica, moral e social inegáveis, que eu acredito tragicamente irreversíveis, foi isso que motivou o meu ódio, e o meu comentário errado e infeliz.

O meu insulto foi motivado por sua associação ao PT e ao MST, são eles que eu considero ameaça à nossa dignidade e nossa democracia. Fui motivado pelas mulheres que estão dando à luz nas calçadas, aos velhos sem atendimento nos chãos dos hospitais, e principalmente, aos milhões de pais de famílias impedidos de darem pão e dignidade às suas famílias e vidas, enquanto os políticos patrocinam copas e olimpíadas, e o enriquecimento, e poder pessoal deles.

Espero que acredite que o meu arrependimento é sincero, e eu afirmo que é, mas também são extremos a minha revolta e indignação com o nosso momento atual, foi isso que motivou o meu erro. Sem mais, sinceramente,

João Pedrosa”


.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe