Monitor5_728x90

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Impopularidade de Temer, por Jasson de Oliveira Andrade




A impopularidade da presidenta Dilma é alta, mas a do vice, Michel Temer, é igual ou maior. É o que revela José Roberto de Toledo, no texto “Ele por ela, tanto faz”, publicado no Estadão (17/12/2015).

O analista constatou: “A pedido da coluna, o Ibope perguntou aos brasileiros se eles acham que um eventual governo Temer [com o suposto impeachment da presidenta] será melhor, pior ou igual ao governo Dilma. O resultado é ainda mais desconcertante (sic) para o PMDB. A maior parte acredita ser UMA TROCA DE SEIS POR MEIA DÚZIA (destaque meu): 43% disseram que seriam iguais; 24% que Temer seria pior do que Dilma; e 23% que o vice melhoraria em comparação à titular. Os outros 10% não souberam responder. (...) Como só 9% da população avalia o governo Dilma como bom ou ótimo, significa que a maioria dos brasileiros acha a perspectiva de um governo do PMDB liderado por Temer, no mínimo, tão ruim e, no limite, ATÉ PIOR (destaque meu) do que o do PT de Dilma. Diante de futuro tão pouco promissor, é fácil entender a perda de ímpeto das manifestações pelo impeachment da atual presidente. (...) Os poucos milhares que foram às ruas domingo [ 13/12: segundo o Datafolha, 40,3 mil e na manifestação a favor de Dilma, 16/12, 55 mil ] defender a saída de Dilma são menos pessimistas sobre o que aconteceria se Temer chegasse ao poder, mas nem tanto. Segundo a pesquisa Datafolha entre quem foi protestar na Avenida Paulista, em São Paulo, só 19% acham que Temer faria um governo bom ou ótimo, contra 28% que apostam em algo ruim ou péssimo. (...) Como cereja do bolo, há Eduardo Cunha, COM QUEM TEMER TEM SE REUNIDO REGULARMENTE (destaque meu).”

O pior para Temer é que a Procuradoria-Geral da República pediu ao Supremo Tribunal da República para afastar Cunha do cargo. Se o Supremo acatar, José Roberto de Toledo comenta: “Na hipótese de o castelo de cartas de Cunha cair, Temer perderia um aliado importante (sic)”. A decisão será em fevereiro. Manchete do Estadão (16/12): “PF FAZ BUSCAS NA CASA DE CUNHA; AÇÃO MIRA PMDB E AGRAVA CRISE”. 

Outra situação constrangedora para Temer: a polêmica com o presidente do Senado, Renan Calheiros, que o acusou, entre outras coisas, de se preocupar com o “RH” (empregos). Embora não seja do PMDB, a condenação de Azeredo (PSDB-MG) a 20 anos de prisão pelo MENSALÃO TUCANO, indiretamente, repercute no Vice: ele é aliado dos tucanos no impeachment de Dilma. Fala-se mesmo que, caso seja Presidente no lugar de Dilma, o PSDB fará parte do seu governo!

Em movimento articulado por Temer, Leonardo Picciani (PMDB-RJ) é destituído da liderança do PMDB, após criticar o Vice. No entanto, no dia 17/12, ele foi restituído à liderança. Mais uma derrota de Temer e outra vitória de Dilma. Temer vai aceitar a derrota? A conferir

Outra derrota de Temer. O presidente do Senado, Renan Calheiros, aprovou o requerimento de autoria do líder da minoria no Senado, Álvaro Dias (PSDB-PR), pedindo ao TCU que apure as pedaladas de Temer. Segundo o Estadão (18/12): “O caso pode subsidiar a abertura de um processo de impeachment contra Temer (sic), pois ele teria cometido as mesmas irregularidades imputadas à presidente Dilma Rousseff no pedido de afastamento já em curso na Câmara dos Deputados”. É mais um obstáculo para Temer!

Um fato deve ser ressaltado. Os movimentos, contra ou a favor do impeachment, não vão decidir nada. Quem realmente decide é o Congresso. Na Câmara dos Deputados, a influência do Temer é maior, juntamente com seu grande aliado Cunha. Caso o Vice conseguir um número grande de deputados a favor do impeachment, o que está tentando, talvez ele seja autorizado. A trama de Temer sairá vitoriosa? Com a decisão do Supremo, dando ao Senado a palavra final sobre o Impeachment, essa trama poderá ser abortada. Já Janaina Paschoal, uma das signatárias do pedido de impeachment, disse que, com a decisão, o Supremo “enterrou” o processo. Será? A CONFERIR! 

JASSON DE OLIVEIRA ANDRADE é jornalista em Mogi Guaçu

.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe