Monitor5_728x90

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Requião sobre julgamento do TCU: ‘Pedalar não é e nunca foi crime’



Senador Roberto Requião (PMDB-PR), em mensagem radiofônica distribuída nesta quinta-feira (8), desqualificou a reprovação das contas pelo Tribunal de Contas da União (TCU); “Pedaladas, nome utilizado para degradar a discussão, não é crime; simplesmente deixou-se de cumprir metas de inflação que atendem ao interesse de credores internacionais”; explicou ao Blog do Esmael; abaixo, ouça o áudio com a explicação.

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) desmistificou ao Blog do Esmael o julgamento das ditas “pedaladas” ocorrido ontem (7) pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

Segundo o parlamentar, o descumprimento dessas metas programáticas inflacionárias são chamadas de “pedaladas” para degradar a discussão.

“Essa meta é uma imposição de credores externos, é uma pressão do capital internacional sobre o país e não há sanção alguma caso seja descumprida”, disse em mensagem radiofônica.

O senador explicou ainda que “se fosse uma empresa privada essas ‘pedaladas’ seriam chamadas de ‘engenharia financeira'”.

Requião lembra que Fernando Henrique Cardoso e Lula também usaram das “pedaladas” sem que fossem incomodados pelo TCU ou Congresso Nacional.

Resumo da ópera, segundo o parlamentar: ‘pedalar não é e nunca foi crime’.


BLOG DO ESMAEL.

.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe