domingo, 11 de outubro de 2015

PSDB admite inexistência de fraude nas eleições de 2014, diz site



UM ANO DEPOIS, SAMPAIO ADMITE: NÃO HOUVE FRAUDE

Praticamente um ano depois da representação que questionou a apuração das urnas eletrônicas, o PSDB concluiu sua auditoria sobre o tema; eis o resultado: não houve fraude nas urnas eletrônicas; "O presidente do TSE, Dias Toffoli, agiu com correção durante todo o processo e o PSDB reconhece que só foi possível fazer o trabalho de auditoria pela contribuição do presidente daquela Corte", reconheceu o coordenador jurídico do PSDB, deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), que, desde a derrota do senador Aécio Neves (PSDB-MG), em 2014, vem tentando emplacar um 'terceiro turno' eleitoral

247 – Praticamente um ano depois da representação que questionou a apuração das urnas eletrônicas, o PSDB concluiu sua auditoria sobre o tema.

Eis o resultado: não houve fraude nas urnas eletrônicas nem no primeiro, nem no segundo turno das eleições presidenciais de 2014, que garantiram a vitória à presidente Dilma Rousseff.

"O presidente do TSE, Dias Toffoli, agiu com correção durante todo o processo e o PSDB reconhece que só foi possível fazer o trabalho de auditoria pela contribuição do presidente daquela Corte", reconheceu o coordenador jurídico do PSDB, deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), que, desde a derrota do senador Aécio Neves (PSDB-MG), em 2014, vem tentando emplacar um 'terceiro turno' eleitoral.

O documento do PSDB será entregue nesta semana ao TSE, atestando que não houve fraude e encerrando o papelão protagonizado por Sampaio.


SAIBA MAIS:

Renomado colunista da revista Veja, Reinaldo Azevedo defendia auditoria, embora - o que foi bastante louvável - não acreditasse em fraude no sistema. Reinaldo reconheceu, à sua maneira, que a desconfiança era chororô dos inconformados com nova vitória de Dilma Rousseff, conforme registrou em seu blog:




..

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe