quinta-feira, 24 de setembro de 2015

FHC, chefe dos conspiradores?, por Jasson de Oliveira Andrade




No artigo anterior ( Acusados de corrupção conspiram contra Dilma ), revelei que existe uma conspiração para derrubar a presidenta. Fernando Henrique Cardoso seria o chefe desse complô? Ele pensa que sim, mas, segundo Bernardo Mello Franco, em artigo na Folha (17/9), sob o título “O bloco de FHC tem dono”, o “dono do bloco” não é ele. Quem é então? No referido texto, o jornalista revela o verdadeiro dono, ou o chefe dos conspiradores.

Bernardo Mello Franco comenta: “Em artigo recente, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso escreveu que “a solução da crise não decorrerá apenas da remoção do obstáculo mais visível a um reordenamento político, simbolizado por quem exerce o Executivo e pelo partido de apoio ao governo, mas da formação de um novo bloco de poder. (...) A primeira parte da frase deixa claro que o tucano aderiu ao grupo que deseja “remover” a presidente Dilma do Planalto. A segunda sugere o desejo de ver seus aliados na base de um eventual governo Michel Temer. (...) O bloco almejado por FHC começou a se formar nesta terça (15/9), quando o deputado Mendonça Filho [DEM] apresentou questão de ordem sobre o impeachment. O documento foi subscrito por dirigentes de seis partidos que apoiaram Aécio Neves no segundo turno da eleição presidencial: PSDB, DEM, PTB, SD, PPS e PSC. (...) A lista de assinaturas permitiu aos petistas repetir que o grupo do senador, derrotado nas urnas, agora tenta virar a mesa no tapetão (sic) da Câmara. No entanto, a bancada aecista contabiliza apenas 116 deputados. Faltariam 226 votos até os 242 necessários para afastar a presidente. (...) Os números indicam que o “novo bloco” terá obrigatoriamente um outro dono, que não pertence à oposição oficial. O único político com força para assumir esse papel e entregar a Presidência a Temer é o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (sic). Se o plano de FHC passa obrigatoriamente pela liderança do Cunha, o ex-presidente poderia escrever um novo artigo para responder duas perguntas. Se ele quer derrubar a presidente para tirar a economia do buraco, como dará aval a uma aliança com o comandante da “pauta-bomba” [ projetos que causam mais gastos! ] na Câmara? Se o mote for o combate à corrupção (sic), como aceitará entregar o “novo bloco de poder” a um político denunciado na Lava Jato?”

Pelo visto, Fernando Henrique Cardoso deveria escrever novamente: EQUEÇAM O QUE ESCREVI. Porque não será fácil responder a essas duas incomodas perguntas do jornalista Bernardo Mello Franco.


Perguntar não ofende: não seria melhor deixar a presidenta governar até 2018 e sair às ruas para mostrar que governariam melhor, ou seja, que são mais competentes? Ganhar as eleições nas urnas e não no tapetão? Oposição é para fiscalizar. Se houver ilegalidades, procurem a Justiça!


Como os tucanos perderam nas urnas, agora o PSDB quer governar, indiretamente, com Temer. O UOL (FOLHA) noticiou: “Tucanos evitam comandar - Cúpula do PSDB pressiona PMDB a liderar impeachment”. Os tucanos imitam o ditado sobre Napoleão: jogam a pedra e escondem a mão! Ou tiram a castanha do fogo com a mão do gato (PMDB) ...

JASSON DE OLIVEIRA ANDRADE é jornalista em Mogi Guaçu

.

.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe