Monitor5_728x90

terça-feira, 11 de agosto de 2015

“Nem saio mais”, diz estudante que teve foto e contato divulgados em falso anúncio de prostituição


Bruna Souza Britto, de 23 anos, diz que sua vida virou um “pesadelo” desde que falsos cartazes foram espalhados pelas ruas e passaram a circular nas redes sociais: “Eu fico do quarto para cozinha, da cozinha para o quarto. Eu não consigo nem ter vontade de sair, é muito doloroso”

A estudante universitária Bruna Souza Britto, de 23 anos, viu sua vida virar de cabeça para baixo desde que teve sua foto, nome e contatos divulgados em um falso anúncio de prostituição. A história se iniciou em maio, quando ela passou a receber ligações de homens interessados nos serviços divulgados pelos cartazes, espalhados pela região de Pinheiros, na zona oeste de São Paulo, onde trabalha. Há uma semana, porém, a imagem começou a circular pelas redes sociais e Whatsapp. “Eu nem saio mais, minha mãe diz que a cama já tem até a minha marca”, desabafou a jovem ao jornal Extra.


Bruna conta que, ao descobrir os falsos anúncios, montou, junto a amigos, uma força-tarefa para retirá-los dos postes e paredes em que havia sido fixados. “Quando isso começou, eu ainda consegui trabalhar por umas duas semanas porque, até então, ninguém sabia. Foi depois das primeiras ligações que comecei a arrancar todos os cartazes, com ajuda de amigos do trabalho”, relatou. “O resto da empresa ficou sabendo do falso anúncio na semana passada, quando foi compartilhado na internet. O pessoal da minha faculdade também recebeu e eles entraram em desespero. Começaram a me ligar e mandar mensagens, porque eles sabem que eu não sou nada do que estava sendo anunciado ali.”

A estudante descreve como “pesadelo” a situação e acredita em vingança por parte de algum colega de trabalho, devido à rápida ascensão que galgou na empresa. “Eu fico do quarto para cozinha, da cozinha para o quarto. Eu não consigo nem ter vontade de sair, é muito doloroso. Você não consegue ter vontade de fazer nada”, finaliza. O caso de Bruna é investigado pela Polícia Civil.


.


.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe