domingo, 7 de junho de 2015

Não precisam chorar pela Editora Abril






A quebra da Editora Abril e as demissões em massa representam o triunfo das idéias que a própria Editora transmitiu ao longo de décadas, especialmente pelas revistas Veja e Exame. Representam o triunfo do mercado, defendido com unhas e dentes pela editora, e quem trabalha lá tem que aceitar altivamente seu destino. 
De certa forma, para que o argumento de que quem não tem competência não deve se estabelecer, e que os mais fortes sobrevivem e superam a concorrência, a quebra de uma empresa é tão importante quanto seu sucesso duradouro.
Então, aceitar o fechamento de portas é acatar as regras do jogo.

.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe