quinta-feira, 7 de maio de 2015

Paraná: PSDB bate, mas quem leva a culpa é o PT


Beto Richa ataca os professores, e mostra que ditadura a direita está disposta a implantar no país para implantar seu programa

A imprensa segue no seu esforço em responsabilizar o PT. Agora chegaram ao ponto de culpa-lo até mesmo pelo massacre dos trabalhadores em educação no último dia 29, no Paraná.

O ataque aos professores foi promovido pela polícia comandada diretamente pelo governador Beto Richa, do PSDB.

Foram usadas balas de borracha, gás lacrimogênio, spray de pimenta, e bombas foram lançadas até por um helicóptero.

Há informação de que Beto Richa assistia a tudo de camarote. Apoiando o ataque brutal da sua polícia contra os trabalhadores.

Quase 400 pessoas ficaram feridas. Até um cinegrafista precisou ser hospitalizado após ser atacado por um pit bull da polícia.

Tudo isso para aprovar uma das medidas do seu plano de ajuste; o confisco do fundo previdenciário dos servidores públicos do estado no valor de 8 bilhões de reais. Imagine o que o governo está disposto a fazer para implantar o pacote inteiro...

Isso é o governo do PSDB. De um lado manda a polícia bater em professor, de outro finge não existir paralisação e se recusa a negociar com a categoria, como no caso de São Paulo. Sendo que neste último apenas não foi usada a polícia, ainda, por causa da repercussão extremamente negativa da violência tucana no Paraná.

Mas tudo isso é pouco. Diante da crise capitalista, é necessário aplicar esse plano duramente em todo o país. Daí que a direita se organize para levar adiante o golpe de estado. Porque o PT não é capaz de usar a violência necessária para impor o plano do imperialismo para o país.

Aos que não acreditam no golpe fica a dica. Se apenas em um único estado o esforço de levar adiante a política de ajuste resultou nessa violência brutal, imagine o que esses capitalistas são capazes de fazer para garantir sua política no restante do país...

E a imprensa...
Para a imprensa cartelizada de direita, a revista Veja e seus articulistas, para a Globo etc. o importante mesmo é acusar e culpar o PT.

Afinal, a greve no Paraná é política - como se a greve de algum servidor público não fosse política. Mesmo que a greve fosse contra um governo petista ela seria política.

Mas no anseio de culpar o PT, falam que o partido é quem está sendo golpista, pois está usando a greve dos professores para tentar “sair da crise em que está metido”.

O fato é que no Paraná como em São Paulo, onde o PSDB domina o governo há mais de duas décadas, o que existe é uma ditadura. Em São Paulo isso ficou escancarado na repressão às manifestações de junho de 2013. No Paraná ficou desmascarado agora, não apenas com o massacre dos professores do último dia 29, mas também pelo modo como está sendo conduzida e instrumentalizada a Operação Lava Jato.

A República do Paraná, como já denunciamos nessas páginas [ OBS: do site "Causa Operária online" ], é um aperitivo do que a direita pretende colocar em prática em todo o país. É a demonstração mais cabal de que PT e PSDB não são a mesma coisa, assim como confirma que a única luta viável para os trabalhadores nesse momento é contra a direita golpista, seu plano destrutivo para o País, para os trabalhadores.


.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe