terça-feira, 5 de maio de 2015

"Confisco da @VEJA": Prefeitura de São Paulo irá processar vagabundo que espalhou boato terrorista


Haddad processa velejador que acusou Prefeitura de recolher revistas

A Prefeitura de São Paulo, capitaneada por Fernando Haddad (PT), vai processar o velejador Roberto Pandiani, que, durante a disputa eleitoral de 2014, acusou o Paço Municipal de recolher das bancas de jornais uma edição da revista Veja que afirmava que o ex-presidente Lula e a presidente Dilma Rousseff "sabiam de tudo" sobre o caso Lava Jato, que investiga corrupção na Petrobras.

Segundo a Secretaria Executiva de Comunicação, Pandiani "caluniou a Prefeitura" e será acionado na justiça por danos morais. No vídeo "Terrorismo do PT", postado em um canal do Youtube usado para fazer campanha para o candidato derrotado à Presidência, Aécio Neves (PSDB), o velejador afirmou que teve dificuldade para achar a revista Veja e que um jornaleiro da rua Augusta havia lhe garantido que um carro da Prefeitura estava retirando o material das bancas, na tentativa de preservar a campanha petista.

Segundo a Prefeitura, uma sindicância foi instaurada e 10 jornaleiros da região foram entrevistados. Todos negaram que a venda da revista tivesse sido freada pela Administração municipal. O governo municipal entendeu que Pandiani armou a situação sozinho para atingir o PT e o Paço.

A coluna da jornalista Mônica Bergamo (Folha) afirmou que buscou Pandiani para se manifestar sobre o caso, mas ele não quis dar entrevistas.

Fonte: VERMELHO / GGN

LEIA TAMBÉM:


.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe