Monitor5_728x90

quarta-feira, 4 de março de 2015

Quando o ódio cega e mata



Por LEANDRO LONGO

Como prevíamos, após os dias de folia, varridos os confetes e guardadas as fantasias, o samba enredo que toma conta da oposição e da grande mídia, que como sabemos é a mesma coisa, é o impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

Dilma foi reeleita, democraticamente, pelos brasileiros e brasileiras para presidir o país por 1.460 dias. Para a direita e as viúvas do golpe militar essa vitória foi demais, ela é inaceitável, pois a diferença dos votos foi muito pequena. Sendo assim, ensaiam voltar ao poder orquestrando um movimento que naturaliza o impeachment de uma presidenta legítima no início do seu mandato.

Segundo os leões furiosos dos jornais, tvs e afins, Dilma é a responsável pelos desvios da Petrobrás. Em nosso país quase não precisamos da Justiça, pois a mídia julga e absolve quem ela bem entende de acordo com os seus interesses.

A pergunta que nos cabe nesse momento é a seguinte: Alguém é tão ingênuo que acredita que a corrupção na Petrobrás começou nos governos do PT? Será que nos esquecemos que durante o governo do senhor Fernando Henrique Cardoso (PSDB) as “raposas” tomavam conta do “galinheiro” da referida estatal?

Diariamente, ao me deparar com as discussões acerca da corrupção, peço sempre explicações sobre o escândalo do HSBC. A lista é extensa e prevê o nome de grandes empresários e tucanos gordos. O silêncio dos paladinos da ética e da moral nesse caso é gritante.

Diante de tais fatos, alguns “abutres azedos” preferem um olhar enviesado, cego para os grandes interesses da nação, revoltados com tudo e todos, pois alguém já nos alertava: o ódio nos cega e mata.

O ódio ao PT, aos pobres da “Senzala”, ao Lula e a Dilma, cegam vários paladinos que não conseguem ver, sentir ou perceber os avanços sociais e econômicos dos últimos anos. O ódio da elite ou daqueles que sonham lá chegar são de baixa pornografia, pois, insultam o povo brasileiro, os eleitores do PT, os nordestinos e as classes menos favorecidas.

O brilhante sociólogo Darcy Ribeiro nos ajuda a compreendermos o cenário brasileiro. Em seu livro: “O povo brasileiro: a formação e o sentido do Brasil” (1995), ele afirma: “O que houve e há [no Brasil ] é uma minoria dominante, espantosamente eficaz na formulação e manutenção de seu próprio projeto de prosperidade, sempre pronta a esmagar qualquer ameaça de reforma da ordem social vigente”(p.446).

Infelizmente, essa minoria, nas palavras de Darcy, estão sempre ávidas pela manutenção dos seus interesses. O que eles conseguiram ao longo dos anos foi destilar o ódio que cega e mata o outrem. O outro, sobretudo as classes minoritárias, deve ser banido do convívio social. Triste sina para um país que se pretendia ser um gigante.

É verdade que o ódio provém do coração e pode-se misturar com o amor. Sérgio Buarque de Holanda classificou o brasileiro como o “homem-cordial”. Porém, o intelectual fazia referência ao jeito odioso e preconceituoso que provém do coração. Para o teólogo Leonardo Boff, o cordial poderia ser substituído pelo passional, ou seja, alguns brasileiros manifestam o seu ódio de classe. Uma vez escravizados, deveríamos permanecer na escravidão durante toda nossa vida como seres passivos diante da opressão.

O velho Karl Marx tem razão quando pensou na dialética histórica. Após governos à esquerda que melhoraram a vida do povo pobre, a direita se organiza e com força, fé e golpe voltam as benesses do poder e garantem o privilégio somente para alguns. Quiçá, ainda que alguns insistem em não ver diferenças entre o regime bárbaro de uma ditadura -direita e o livre pensamento preposto de uma democracia, possamos fortalecer o regime democrático que vivemos, a presidenta da República para concluir o seu mandato e a soberania do povo brasileiro que não aceita mais ser tratado como objeto de manipulação e exclusão. Avante!

Leandro Longo é comerciante em Mogi Guaçu

PUBLICADO NA “GAZETA GUAÇUANA” 
3/3/2015

( O artigo acima me foi enviado por Jasson de Oliveira Andrade e achei que seria interessante publicá-lo em nosso humilde blog )

.



Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe