Monitor5_728x90

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

“As pessoas terão disenteria”, afirma diretor da Sabesp sobre a falta d’água



Em depoimento a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara Municipal de São Paulo, o diretor metropolitano da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), Paulo Massato, admitiu ser possível que a população paulista esteja consumindo água contaminada e correndo risco de sofrer de disenterias.

“Nós estamos reduzindo a pressão do fornecimento de água e isso já é racionamento. Reduzir o consumo é isso. O que não temos ainda é um rodízio. Pode ser que algumas pessoas estejam bebendo água contaminada, mas prefiro pensar que isso ainda não aconteceu. E o que acontece durante uma contaminação de água? As pessoas terão disenteria e hoje temos medicina suficiente para minimizar riscos de vida”, afirmou Massato, que no início deste ano recomendou aos paulistanos que deixassem a capital porque a água irá acabar.

O diretor da Sabesp também já afirmou que até junho a capital paulista enfrentará rodízios com apenas dois dias de abastecimento e cinco sem por semana.

O diretor foi convocado junto com o presidente da Sabesp, Jerson Kelman, para prestar esclarecimentos. Em todo momento a palavra racionamento foi evitada, até que Massato não resistiu e soltou informações sobre os temores que rondam a água que está sendo distribuída para os moradores da capital.


.

.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe