quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Não falei que ia chegar logo neles? Presidente do PSDB beneficiou-se do esquema, diz delator da Petrobrás



EX-PRESIDENTE DO PSDB TAMBÉM FOI CITADO POR COSTA

Denúncias que envolvem o tucano Sérgio Guerra, já falecido, como um dos beneficiados do esquema de propina em contratos da Petrobras reforçam a hipótese de que os vazamentos de trechos do depoimento de Paulo Roberto Costa tenham sido feitos de forma seletiva, com o objetivo de prejudicar o PT eleitoralmente; nomes de Fernando Bezerra Coelho (PSB) e Guerra só apareceram após o primeiro turno das eleições e depois que o PSB assegurou o apoio à candidatura de Aécio Neves (PSDB)

247 - As recentes denúncias veiculadas relativas a delação premiada feita pelo ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, onde ele teria citado os nomes do ex-ministro da Integração Nacional e senador eleito por Pernambuco, Fernando Bezerra Coelho (PSB), e o ex-presidente do PSDB, Sérgio Guerra, já falecido, reforçam a hipótese de que os vazamentos de trechos do depoimento feito à Polícia Federal tenham sido efetuados de forma seletiva, com o objetivo de prejudicar o PT eleitoralmente.

Costa já havia citado o ex-governador de Pernambuco e ex-presidente do PSB, Eduardo Campos, como um dos beneficiários do suposto esquema de superfaturamento das obras de implantação da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. As referências ao caso, contudo, teriam sumido da imprensa quase que de forma simultânea ao anúncio de que o partido iria apoiar a candidatura de Aécio Neves (PSDB) no segundo turno. Campos faleceu em um acidente aéreo no dia 13 de agosto, quando viajava para Santos (SP) para participar de um ato de sua campanha à Presidência da República.

A referência ao ex-presidente nacional do PSDB, o falecido ex-deputado Sérgio Guerra, também teria ocorrido da mesma forma. O nome do tucano também teria sido citado pelo ex-diretor da Petrobras como um dos beneficiários do esquema.

Os nomes de Guerra e Campos voltaram à baila esta semana, quando uma nota publicada pelo colunista Cláudio Humberto (*) informava que os "procuradores da República discutem o tratamento a ser conferido às denúncias do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, em depoimentos na delação premiada, contra personalidades já falecidas, como o ex-presidente do PSDB, Sergio Guerra, e o ex-governador Eduardo Campos. Eles já não podem se defender, nem tampouco contestar os indícios que foram apresentados pelo delator".

Já nesta quarta-feira (16), o jornalista revela que Paulo Roberto Costa teria dito à Policia Federal que "em 2010 o doleiro Alberto Youssef recebeu de Fernando Bezerra Coelho, então secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, pedido de doação para a reeleição do governador Eduardo Campos. E R$ 20 milhões teriam sido doados pelo Consórcio Ipojuca Interligações (CII), contratado da Petrobras na Refinaria Abreu e Lima".

A Refinaria Abreu e Lima é apontada como um dos centros de operações Paulo Roberto Costa e, segundo o Tribunal de Contas da União (TCU), existem indícios de que as obras foram superfaturadas em até R$ 316,9 milhões. O Governo do Estado tem participação ativa no projeto em andamento.

Um outro ponto que chama a atenção é o fato do presidente do PSB, Carlos Siqueira, eleito esta semana para o cargo e que era bastante próximo a Campos, afirmar desconhecer a doação citada por Costa e que jamais teria recebido tal valor, segundo a coluna de Claudio Humberto. A afirmação de Siqueira, em contraponto ao depoimento feito por Costa durante a sua delação premiada pode indicar que os recursos tenham sido utilizados na forma de caixa 2 para financiar campanhas eleitorais do PSB, algo que também merece ser investigado profundamente.


(*) Nota deste blog: apesar de sabermos que estes vazamentos são mesmo seletivos por conta do período eleitoral, para ajudar Aécio, achamos que convém cautela. No entanto, como a imprensa e a mídia em geral nunca estiveram tão longe de ter essa cautela, preferindo noticiar estridentemente versões e informações ainda não-comprovadas, damo-nos o direito de fazer o mesmo.

.
.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe