Monitor5_728x90

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

10 fatos sobre os sem-teto nos EUA




Por BILL QUIGLEY*

Renee Delisle era uma dos mais de 3.500 sem teto em Santa Cruz quando descobriu que estava grávida. O jornal Santa Cruz Sentinel informou que ela foi obrigada a sair de um abrigo pois não havia espaço para ela. Enquanto outros sem teto viviam em carros ou debaixo de lonas, Renee acabou indo morar em uma carcaça de um elevador abandonado até o momento em que sua bolsa estourou.

Jerome Murdough, de 56 anos, um ex-fuzileiro naval, foi preso em Nova Iorque pela infração de dormir debaixo de uma escada de um prédio público em uma noite fria. O The New York Times relata que uma semana depois Jerome faleceu de hipotermia em uma cela da prisão.

Paula Corb e suas duas filhas perderam sua casa e têm vivido em uma minivan por quatro anos. Eles lavam roupa para uma igreja nas proximidades, usam banheiros de postos de gasoline e estudam sob lâmpadas de rua, de acordo com a publicação America Tonight.

Primeiro fato. Mais de meio milhão de pessoas sem teto

Em qualquer noite, há mais de 600,000 sem teto nos Estados Unidos de acordo com o Departamento dos EUA para Moradia e Desenvolvimento Urbano (HUD, sigla em inglês). A maioria destas pessoas passa as noites em abrigos ou em qualquer tipo de moradia transitória. Pouco mais de um terço vive me carros, debaixo de pontes, ou em qualquer forma de desabrigo.

Segundo fato. Um quarto dos sem teto são menores

O HUD informa que, em qualquer noite, mais de 138,000 dos sem teto nos EUA são menores de 18. Milhares destes vivem desacompanhados de acordo com o senso do HUD. Um outro programa do governo federal, Nenhuma Criança Para Trás, define os sem teto infantis e juvenis de forma mais ampla e inclui não apenas os que vivem Another federal program, No Child Left Behind, defines homeless children more em abrigos ou moradias transitórias mas os que dividem moradias com outros devido a dificuldades econômicas, morando em carros, parques, ônibus ou estações de trem ou aguardam por espaço em abrigos públicos. Sob esta definição, o Centro Nacional para Educação aos Sem Teto, informou, em setembro de 2014, que os distritos escolares contabilizam mais de um milhão de alunos em escolas públicas como sem teto.

Terceiro fato. Dezenas de milhares de veteranos de guerra estão sem teto

Mais de 57.000 veteranos estão sem teto a cada noite. 60% em abrigos e o restante desabrigados. Em torno de 5.000 são mulheres.

Quarto fato. A violência doméstica é das causas principais para o desabrigo entre mulheres

Mais de 90% das mulheres sem teto são vítimas de severos abusos físicos ou sexuais e a tentativa de escapar destes abusos em uma das principais causas do desabrigo.

Quinto fato. Muitas pessoas estão desabrigadas por não poderem mais pagar aluguel

A falta de moradia a preços acessíveis é a principal causa da existência dos sem teto, de acordo com Centro Nacional de Apoio Legal aos Pobres e Sem Teto. O departamento de moradias teve seu orçamento cortado em mais de 50% nas décadas recentes resultando na perda de 10 mil unidades de moradias subsidiadas para pessoas de baixa renda a cada ano.

Sexto Fato. Há cada vez menos moradias para alugar para pessoas pobres

20% do suprimento de moradia para baixa renda foi perdido desde 2001. Os EUA necessitam de no mínimo 7 milhões de apartamentos mais acessíveis às famílias de baixa renda. Como resultado do déficit, milhões de famílias têm mais de 50% de sua renda gasto com aluguel.

Sétimo fato. Nos últimos anos, milhões perderam suas casas

Mais de cinco milhões de casas foram executadas desde 2008, uma em cada dez das casas hipotecadas. Isto tem causado mais pessoas a saírem em busca de imóveis mais acessíveis.

Oitavo fato. A ajuda governamental é parca

A assistência pública a aluguéis ajuda a cerca de um em cada quarto pessoas de renda muito baixa. Os que não recebem ajuda estão em listas de muitos anos na fila de espera. Por exemplo, Charlotte acaba de abrir a lista para assistência pública a aluguéis. É a primeira vez em 14 anos e mais de dez mil se registraram imediatamente.

Nono Fato. Um em cada cinco sem teto sofre de problemas mentais severos sem tratamento

Enquanto 6% da população em geral sofre de doenças mentais graves, este número sobe para de 20 a 25% dos sem teto de acordo com estudos governamentais. Metade desta população se auto-medica e estão mais sujeitas a adição e piora nas condições físicas. Um estudo da Universidade da Pensilvania acompanhando perto de 5.000 sem teto durante dois anos descobriu que apoio abrangente a saúde e tratamento de problemas mentais é menos custoso do que o encarceramento, abrigo e serviços hospitalares para os sem teto não atendidos nem tratados.

Décimo fato. Cidades que aprovam leis criminalizando os sem teto são em número cada vez maior.

Uma pesquisa deste ano em 187 cidades pelo Centro Nacional de apoio legal a Sem Teto e Pobres destaca que: 24% destas considera crime pedir esmolas; 33% considera ilegal ficar parado por muito tempo ou perambular em qualquer lugar da cidade; 18% torna crime dormir em qualquer local público; 43% considera ilegal dormir no próprio carro e 53% torna ilegal deitar em locais públicos. Estes números crescem constantemente.

*O articulista é professor de direito na Universidade Loyola em New Orleans


.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe