sexta-feira, 5 de setembro de 2014

As várias faces de Marina: qual é a verdadeira?, Por Jasson de Oliveira Andrade




Segui, entusiasmado, a trajetória de Marina Silva, no passado. Principalmente a sua heróica luta, junto com Chico Mendes, em defesa dos seringueiros do Acre. Com o assassinato de Chico Mendes, ela se tornou uma liderança ecológica. Hoje, com chance de vencer a eleição, principalmente, no segundo turno, ela mudou muito e para pior. O que diz hoje recua amanhã. É o que veremos a seguir.


Vamos ver as várias faces de Marina. Primeiro, ela defendeu causas homossexuais. Depois, pressionada pela bancada evangélica, principalmente pelo pastor Silas Malafaia, ela recuou. O que prova que Marina não tem, infelizmente, personalidade. Ela não era obrigada a defender a causa, mas depois que a fez, deveria mantê-la! Outro lamentável recuo. Marina, no passado recente, defendeu o fim da anistia para os torturadores do tempo da Ditadura Militar. Hoje tem opinião diferente. É o que revela o jornalista Bernardo Mello Franco, no Painel da Folha, em 4/9/2014: “ANTES ERA ASSIM -- Mais uma para a lista dos vaivens (sic) de Marina. A candidata, que agora se diz contra a revisão da Lei da Anistia, pensava o contrário antes de disputar a Presidência. Ela defendia a punição de militares acusados de torturar na ditadura. AGORA É ASSADO -- Em 2008, Marina escreveu um artigo na Folha (sic): “A tortura é crime hediondo (sic), não é ato político nem contingência histórica. Não lhe cabe o manto da Lei da Anistia”. Ontem [3/9], em sabatina no portal G1 [Globo], declarou que é contra rever a lei”. Com esse novo recuo, quem Marina quis agradar? Os torturadores? Outro recuo. Marina, como ecologista, era uma crítica do Agronegócio, que, segundo ela, causa o desmatamento. Agora, para ter apoio desse Setor, ela diz que foi mal-entendida: ela é sim, a favor do Agronegócio! Outro recuo, mais um! Marina fez uma declaração infeliz, para dizer o mínimo, sobre o pré-sal: iria abandoná-lo em favor de outras alternativas. Quando o programa da presidenta Dilma criticou essa declaração dela, mais uma vez, ela voltou atrás, dizendo que vai, sim, apoiar o pré-sal, junto com as outras alternativas! Outra face de Marina. Ela, que antes era a representante dos pobres, hoje se tornou a defensora dos banqueiros, com a autonomia do Banco Central. Com esta medida, ela vai favorecer, principalmente, o Banco Itaú, cuja dona, Maria Alice Setubal, a Neca Setubal, está assessorando a candidata do PSB e é cotada para ser sua futura ministra, caso realmente vença as eleições! É por este e outros motivos que o jornalista Bernardo Mello Franco, do Painel da Folha, constatou: “A elite marinou”. Outro fato que merece destaque: Marina declarou que, se eleita, vai governar com os melhores, sejam eles de que partido forem. Esta declaração agradou o eleitorado, mas ela não citou nenhum nome. Quem são esses melhores? Quem pode garantir que eles serão mesmo os melhores? Marina apenas declarou que, eleita, espera o apoio de Serra (PSDB) e do Suplicy (PT). Para mim, uma declaração vazia: esses adversários se unirão para apoiá-la? Duvido! Existem outras faces. Mas ficamos nessas.

Fica uma pergunta final: qual dessas faces é a verdadeira? Pense nisto!

JASSON DE OLIVEIRA ANDRADE é jornalista em Mogi Guaçu 
Setembro de 2014

.

.




Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe