quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Escândalo do #TREMSALÃO: Cartel do Metrô é o principal doador da campanha de Geraldo Alckmin:



Cartel do Metrô é o principal doador da campanha tucana: R$ 4 milhões

Empresas ligadas ao cartel que opera na construção e reforma de trens do Metrô paulista são as principais financiadoras da campanha de Geraldo Alckmin à reeleição no governo de São Paulo. As doações, de R$ 4 milhões correspondem a 70% do total arrecadado pelo candidato tucano.

Duas das empresas doadoras são rés em processos na Justiça: a construtora Queiroz Galvão e a CR Almeida S/A Engenharia de Obras, que doaram respectivamente R$ 2 milhões e R$ 1 milhão ao comitê financeiro estadual para governador do PSDB. A Serveng Civilsan S/A Empresas Associadas de Engenharia, que é investigada pelo Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), colaborou com R$ 1 milhão.

Executivos dos consórcios dos quais a CR Almeida S/A Engenharia de Obras e a Construtora Queiroz Galvão fazem parte foram denunciados em 2012 por suspeita de fraude e formação de cartel na licitação para ampliar a linha 5-lilás do metrô de São Paulo. No total, 14 funcionários de 12 construtoras foram denunciados no caso.

As assessorias da Queiroz Galvão e da CR Almeida informaram que todas as doações são feitas de acordo com a legislação vigente.

A licitação foi aberta em outubro de 2008, quando o governador de São Paulo era José Serra (PSDB) — ele deixou o cargo em 2010 para disputar a Presidência da República. Atualmente o tucano disputa uma vaga no Senado. Em 2013, Serra divulgou nota para afirmar que o governo de São Paulo não teve conhecimento e não deu aval para cartel em licitações do metrô.


.
.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe