quinta-feira, 3 de julho de 2014

Ex-chapa do Serra, Arrudão do Panetone disputa Governo do DF com o apoio de ex-presidiários e condenados pela Justiça



O ex-governador José Roberto Arruda (PR) foi oficializado domingo (29) candidato ao governo do Distrito Federal. Arruda, que foi condenado em primeira instância por improbidade administrativa, teve sua candidatura homologada graças a uma salvaguarda do Superior Tribunal de Justiça.

Em fevereiro de 2010, ele foi o primeiro governador a ser preso. Ele ficou na cadeia por dois meses. O chamado mensalão do DEM, partido ao qual o governador pertencia na época, surgiu em novembro de 2009, quando Arruda foi flagrado em um vídeo recebendo maços de dinheiro das mãos de Durval Barbosa, presidente da Codeplan, uma estatal do DF, no período em que o vídeo teria sido gravado (2006).

A campanha de Arruda reúne políticos que, como ele, já tiveram problemas com a Justiça. Na convenção estavam a deputada Jaqueline Roriz (PMN/DF), também flagrada em vídeo recebendo dinheiro; e o ex-senador Luiz Estevão (PRTB), que teve seu mandato cassado e chegou a ser preso por duas vezes, por pouco tempo, devido ao caso do superfaturamento de obras do Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

A chapa inclui o líder do PTB no Senado, Gim Argello (DF), que teve seu nome vetado para o Tribunal de Contas da União (TCU), por responder a oito inquéritos na Justiça, e agora disputa mais uma vez o Senado. A suplente de Argello é a mulher de Joaquim Roriz (PRTB), Weslian. Em 2007, Roriz renunciou ao mandato de senador para escapar de cassação, depois de ser beneficiário de um cheque de R$ 2,23 milhões.


MEMÓRIA: 


A volta de Arruda, vice-careca de Serra - ALTAMIRO BORGES, Março 2014

.


O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://sao-paulo.estadao.com.br/noticias/geral,ex-executivos-da-siemens-citam-serra-e-arruda-em-e-mails-imp-,1062120

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe