sexta-feira, 30 de maio de 2014

Ministério da Defesa Britânico ainda mantém arquivos ufológicos secretos



Denúncia vem de testemunha militar dos eventos da Floresta de Rendlesham, em 1980

No último 16 de maio, em um encontro da Rede Mútua de UFOs (MUFON), em Sedona, no estado norte-americano do Arizona, John F. Burroughs, ex-oficial de segurança da Força Aérea Norte-Americana (USAF), acusou o Ministério da Defesa Britânico (MoD), de reter diversos documentos sobre UFOs. Isso apesar das recentes alegações de transparência, e de haver liberado todos os arquivos antes classificados.

John F. Burroughs foi uma das testemunhas dos eventos ocorridos na Base Aérea de Bentwaters em 1980, pertencente à Real Força Aérea (RAF), mas operada pelos americanos na época. Burroughs afirmou que o MoD ainda mantém ao menos seis importantes documentos a respeito da política quanto aos UFOs e UAP, sigla de Fenômeno Aéreo Não Identificado. Um dos papéis mais importantes entre os ainda classificados é intitulado Política de Defesa e UFOs, que de acordo com o ex-militar refuta completamente a alegação recente do ministério, de que os UFOs não são importantes para a Defesa.

De acordo com Burroughs, em junho de 2000 o MoD passou a trocar os títulos de seus papéis intitulados Documentos de Política, substituindo o termo UFO por UAP, segundo ele para despistar os pesquisadores que buscavam documentos secretos baseados na Lei de Liberdade de Informações. Isso serviu, segundo ele, para mascarar documentação a qual de outra maneira o público teria acesso, com base em uma tecnicalidade. Em um memorando secreto em dezembro de 2000 o MoD recomendou que relatos de UFOs não seriam mais investigados por não serem úteis para a Defesa, o que Burroughs considera uma primeira ação para fechar o escritório de investigações, o famoso UFO Desk.

TENTATIVA DE DESVIAR A ATENÇÃO DA SOCIEDADE

Em 21 de junho de 2013 o MoD liberou documentos do período entre 2007 e 2009, alegando serem os últimos ainda classificados da Grã-Bretanha. POrém sabe-se por meio de uma requisição mais recente com base na Lei de Liberdade de Informações que existem mais papéis importantes ainda secretos. Dois cobrem os períodos de 1971 a 1976 e 1996 a 2000, intitulados Política sobre os UFOs. Mais três intitulados Política sobre os UAP são dos períodos de junho a dezembro de 2000, dezembro de 2000 a março de 2004, e março de 2004.

Outra resposta para uma requisição diferente admitiu a existência de 18 documentos UFO e UAP ainda não liberados, incluindo um intitulado Assuntos de Política de Defesa e UFOs. Assim está claro que, desde 2000, a política na Inglaterra quanto aos UFOs tem se aproximado daquela dos Estados Unidos, de chamar o mínimo possível a atenção do público apesar de todas as promessas de transparência. Conforme Nick Pope já havia comentado, a respeito da liberação final de 2013, esse esforço se destina a abafar o interesse da imprensa, do Parlamento e da sociedade a respeito dos segredos ufológicos. ( UFO )


;

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe