sábado, 22 de fevereiro de 2014

"O aumento expressivo das multas mostra que os motoristas continuam a dirigir com imprudência", diz especialista em trânsito para quem, com toda razão, a Indústria da Multa não existe



Ano começa com aumento de 27% em multas de trânsito


A CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) começou o ano a todo vapor (1) (2). Em janeiro, radares e marronzinhos aplicaram 1,milhão de autuações de trânsito. A quantidade é 27,2% maior do que as 801,1 mil multas registradas no mesmo mês de 2013 (3). Isso significa que, a cada minuto, 22 veículos são multados.

O excesso de velocidade lidera o ranking das autuações, segundo balanço da CET (4). Foram 423 mil multas, ante 295 mil em janeiro de 2013, um aumento de 43,4%. Em seguida aparece o desrespeito ao rodízio municipal, com 176 mil flagrantes. O número é 113% maior do que o registrado no mesmo mês do ano passado.

Para o especialista em trânsito Horácio Figueira, o aumento no número de multas mostra a realidade do trânsito da cidade e preocupa. “Chama a atenção o aumento expressivo das multas por excesso de velocidade. Isso mostra que os motoristas continuam a dirigir com imprudência, mesmo com o aumento no número de radares”.

Segundo ele, a fiscalização também deve ser ampliada para a periferia. (5)

Hoje, São Paulo tem 597 radares. Os equipamentos são responsáveis por 7 em cada 10 multas (6). Para Figueira, o número deveria ser ainda maior (7). “Só assim a CET vai conseguir reduzir o número de acidentes e mortes no trânsito da cidade. É preciso doer no bolso”.

As multas por desrespeito às vias exclusivas para ônibus (corredores e faixas) também tiveram alta expressiva (73,7%) – 70,4 mil multas no mês passado, ante 40,5 mil de janeiro de 2013.

O índice é reflexo da expansão das faixas à direita, que começaram a ser implantadas no ano passado. Desde o início da gestão de Fernando Haddad (PT), foram implantados 316,4 km de faixas exclusivas. (8)

E a quantidade de autuações deve aumentar ainda mais porque a CET começou a instalar mais radares nas vias segregadas. Anteontem, começaram a funcionar sete novos equipamentos. Ao todo, são 91 aparelhos específicos para flagrar motoristas que invadem as vias exclusivas. A fiscalização também é feita por 1.854 marronzinhos e por 690 agentes da SPTrans (9).

As autuações para fretados que circulam dentro da zona de restrição e por falta de cinto de segurança também subiram em janeiro: 65,8% e 18,4%, respectivamente. ( METRO )

NOTAS:

( 1 ) Ou seja, a CET começa o ano cumprindo sua obrigação. Em tempo: como sempre ocorre, as manchetes chamam sempre a atenção para as quantidades e porcentagem de "multas", como se isso não representasse, na prática, a autuações de meliantes motorizados. Sempre estão ao lado dos meliantes esses jornais. No primeiro parágrafo não há dúvidas: escreveram "a todo vapor" para induzir o leitor a imaginar que as multas são indevidas, feitas a olho, quando todos sabem que não são. De todo modo, as multas aplicadas SEMPRE estão AQUÉM do que deveria, ou seja, multa-se menos do que se deve. Em 2010, o Estadão publicou "Arrecadação com multas em São Paulo bate recorde em 2009", onde lemos que o 'Especialista em tráfego e transporte pela Universidade de Berlim, o consultor de trânsito Alexandre Zum considera o valor arrecadado com fiscalização baixo em relação ao número de infrações cometidas no trânsito. "Poderia se arrecadar até mais que isso", diz'. E zéfini.
;

( 2 ) Também é o caso de se observar que os infratores é que começaram o ano a todo vapor, mas isso a matéria se recusa a dizer;

( 3 ) Não é demais reforçar que os números são postos em comparação com Janeiro de 2013;

( 4 ) Excesso de velocidade. Desnecessário maiores comentários;

( 5 ) Com certeza;

( 6 ) Há muitos anos que a proporção é mais ou menos esta. Mas tanto mídia quanto o povo preferem criminalizar os marronzinhos. Que, aliás, quando multam, não fazem mais do que cumprir com sua obrigação. Ocorre que ninguém gosta de ser multado, mesmo merecendo - e merece, na esmagadora maioria dos casos - mostrando que cada um é um "mensaleiro" à sua própria maneira, dentro de suas possibilidades e oportunidades oferecidas. Esses mensaleiros do trânsito também foram capazes de um dia inventar que os amarelinhos recebiam comissão por multas;

( 7 ) Com certeza. Tanto o número de radares como o de marronzinhos, que está defasado há anos, conforme fomos informados por esta reportagem da Rádio Jovem Pan, de 2010: "Falta de investimento prejudica trabalho da CET", de onde destaco o trecho: "(...) O presidente da Associação Nacional dos Transportes Públicos, Aílton Brasiliense, enfatizou a necessidade de investimentos. Menos de cinco mil ( 4.200 ) profissionais atuam no trânsito, que já é comparado pelos especialistas ao de Nova Delhi, na Índia. Na Cidade do México, o número de agentes chega a 15 mil e, apenas na ilha de Manhattan, em Nova York, são 7 mil ( ... )". E uma reportagem publicada no Estadão em 2008 já mostrava o tamanho do rombo: "Frota dobra e número de agentes cai 18% - Em 1992, CET tinha nas ruas 2,2 mil marronzinhos; hoje, há 1,8 mil";

( 8 ) Essa é a parte em que a matéria joga pra torcida ou, no caso, para o monstro, já devidamente alimentado pela mídia por centenas de teorias da conspiração contra as faixas do Haddad. Ocorre que, lá em 2010, a coisa de multar quem invadisse faixa de ônibus já tinha começado com força: "Fiscalização multa mais em corredores [sic] de ônibus", AGORA, 14.01.2010. Vejam isto: "A invasão da faixa exclusiva de ônibus foi a infração que mais cresceu no primeiro semestre de 2009 em relação ao mesmo período do ano anterior. O número de motoristas autuados subiu 199%, segundo a CET (...) Quase 95 mil motoristas foram multados por invadir a faixa de ônibus na primeira metade do ano passado. A infração nunca havia aparecido no ranking anual das mais cometidas (...)"
Sim, senhores: 199%. E sabem qual a maior? Até o primeiro semestre de 2012, a cidade tinha apenas 71 km de faixas e Kassab se preparava para implantar, a toque de caixa e às pressas cerca de 120km delas ( não sei se conseguiu cumprir ). No último ano ( 2012 ) foram implantados mais 316km de faixas de ônibus e é muito natural que as multas por invasão aumentem também, considerando o caráter de nossos motoristas. Que são, afinal, nossos cidadãos, quando andam de carro. Ou seja, péssimos cidadãos serão também péssimos motoristas. De qualquer forma, o Estadão deu outra abordagem, mais adequada e HONESTA, a essa questão: "Cai proporção de multas por km de faixa de ônibus". 

( 9 ) Números ridículos, ideais para não multar ninguém, bem ao gosto de nossa população.

.


Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe