terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Paulo Estânio perde o celular




Paulo Estânio voltava para casa, do escritório, depois de um longo dia. Aquela rotina.
Como fazia rotineiramente, sem nunca ter tido qualquer tipo de problema, Paulo Estânio vinha dirigindo seu SUV por uma avenida de São Paulo - que tanto pode ser no Itaim-Bibi como no Sapopemba - e falando no celular ao mesmo tempo. Tudo isso enquanto arrumava uma forma de equilibrar um cigarro aceso entre os dedos e o volante
Pois bem. Vinha rodando pela cidade nosso bravo Paulo Estânio, guiando e falando abobrinhas pelo celular com alguém quando, subitamente, escuta uma pancada no vidro do carro:
PAM! PAM! PAM!

Evidentemente, Paulo Estânio se assusta e quase perde a direção do carro, além de bruscamente ter que interromper a conversa que mantinha ao celular.

Ao lado do motorista, emparelhada com Paulo Estânio, havia uma moto com dois sujeitos cuja face não se via, já que ambos estavam de capacete.
O da garupa bate na porta de Paulo Estânio e dá a ordem:
- VAI, VAGABUNDO! PERDEU! DÁ O CELULAR!
Assustado, Paulo Estânio não consegue entender ainda a situação, O passageiro da moto se irrita:
- VAI FILHADAPUTA, DÁ LOGO ESSA PORRA!
E aponta o cano bem na cara de Paulo Estânio.
ANDA, VAGABUNDO, NÃO VOU FALAR DE NOVO!!!, insiste o garupa.

Com os dois veículos em movimento, Paulo Estânio acorda do torpor e entrega seu celular ao garupa da moto, E pensa:
"Puta que pariu! Faz um mês que comprei esse celular! Que merda, nem terminei de pagar!"

O garupa toma o aparelho de Paulo Estânio. E, sem pensar duas vezes, taca com toda força o celular no asfalto, despedaçando-o. Diante de um Paulo Estânio completamente estupefato. E dá um toque no piloto da moto:
- VAI! PINOTE!

Ainda sem conseguir acreditar no que vira, Paulo Estânio estaciona o carro, volta ao ponto onde jaziam os pedaços de seu ex-celular, e começa a se lamuriar:
- Putaquepariu! Nem terminei de pagar essa porra e esses assaltantes vêm me tomar na mão grande! Que país é esse, que ninguém quer seguir lei e o cidadão de bem vive acuado pela criminalidade!!? Acorda, Brasil! Até quando?

Próximo dali, os ocupantes da moto, Léo ( o piloto ) e Silvinho ( o garupa ) vão repassando a ação recém-cometida contra Paulo Estânio:
- Você viu a cara do babaca?
- Se fudeu! Ele foi o sexto otário, só hoje!
- Quando é que as pessoas vão aprender a não falar ao celular enquanto dirigem?
- Podecrer! Acorda, Brasil!

Mais tarde, nas redes sociais, Paulo Estânio posta um texto sobre a "criminalidade crescente no Brasil" que "acua o cidadão de bem", conta o que lhe ocorrou naquela tarde, deixando de dizer, claro, que ele dirigia e falava ao celular ao mesmo tempo.
Recebe muitos "Curti" e diversos elogios.


FIM


.

.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe