segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Abduzido há 40 anos, homem lembra de ETs com 'patas de caranguejo'



Calvin Parker teria sido examinado em nave de alienígenas. 
Americano afirma que nunca mais foi o mesmo após episódio misterioso.

O americano Calvin Parker Jr, de 58 anos, afirma que nunca se recuperou completamente depois de ter encontrado alienígenas há 40 anos, em um episódio no qual as criaturas são descritas como monstros com “patas de caranguejo”.

“Isso é algo que eu realmente não queria que tivesse acontecido”, contou Parker no aniversário do episódio. O incidente, que aconteceu junto ao amigo Charles Hickson, se tornou notícia, iniciou uma onda de informações sobre óvnis ao redor do país e se tornou um dos casos mais examinados do tipo.

Contudo, enquanto Hickson contava a história do encontro sobrenatural para todos que quisessem ouvir, Calvin sempre escolheu pelo silêncio, algo quebrado só dois anos após da morte de Charles.

Parker tinha 18 anos quando foi pescar com Hickson depois do trabalho, e conta que foi surpreendido por um óvini com luzes azuis, que continha três criaturas com pele cinza e mãos em forma de garras de caranguejo, que o pegaram pelo antebraço e levitaram até a nave. Lá dentro, o americano conta que algo parecido com um olho gigante parecia examiná-lo, enquanto Parker estava consciente, mas paralisado.

“Eles me examinaram como qualquer médico faria”, relatou Parker. De volta ao local onde tudo aconteceu, o homem precisou tomar três doses de destilado para se acalmar e conseguir relembrar a história.
Os oficiais de polícia do condado de Jackson ouviram o relato dos americanos e acharam, em um primeiro momento, que a dupla estava bêbada.

Em uma sala de interrogatório, os policiais chegaram a deixar um gravador escondido para ver se conseguiam uma prova da “mentira”, mas o método não obteve sucesso. “Eles pareciam muito preocupados”, contou o então capitão Glenn Ryder, que até hoje trabalha como policial no condado. “Não sei o que aconteceu com eles, mas sei que você não finge medo, e eles estavam apavorados”.

Já o autor cético Philip Klass acredita que a história de Hickson e Parker é falsa. Em seu livro “UFOs Explained” (Óvnis Explicados, em tradução livre), o homem aponta que Hickson mudou alguns detalhes de sua versão algumas vezes, e que o operador que conduziu o polígrafo no homem não era capaz o suficiente para a tarefa.

Após mudar para Moss Point no Mississippi em 2006 e da morte de Hickson em 2011, Parker viveu no anonimato e afirma que, 40 anos depois do episódio, ainda possui pensamentos difusos sobre sobre a noite de 1974.

Em certo ponto, ele não estava certo se as criaturas eram alienígenas - podem ter sido demônios, de acordo com o ele. “Acredito muito em Deus e que há bom e mal”, finalizou Parker. ( G1 )


.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe