terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Tenta desenterrar mãe por ela estar desconfortável

Abraão Silva do Carmo, um brasileiro de 27 anos que habita em Barra do Garças, interior do estado do Mato Grosso, foi detido numa situação absolutamente inusitada no cemitério daquela cidade. Ele estava a desenterrar a mãe, Jeovite Silva do Carmo, que morreu há seis meses, aos 70 anos.
Quando a polícia, chamada pelo zelador do cemitério, chegou, Abraão já tinha aberto a cova e tentava puxar o caixão com os restos da mãe para a superfície. Desorientado, ele tentou convencer os agentes a deixarem-no terminar e tirar o corpo da mãe de dentro do caixão, mas acabou sendo levado para a esquadra.
Ao inspector Adilson Gonçalves Macedo, que tomou conta da ocorrência, Abraão justificou o seu estranho procedimento com a alegação de que era um pedido da sua mãe. Segundo ele, Jeovite dizia-lhe constantemente, fazendo a voz dela ouvir-se na cabeça do filho, que se sentia mal dentro do caixão, e pedia-lhe para ele a tirar daquele lugar tão desconfortável.
Ante uma história tão absurda, o inspetor chamou a família do homem e instruiu-a a interná-lo. Profanação de túmulo é crime, mas face à visível perturbação de Abraão, a polícia dificilmente irá acusá-lo. ( CM )

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe