quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Tecnologia, Ciência e Consumo: Foxconn impõe jornadas de até 14 horas nas linhas de montagem dos iPhones-5

A Foxconn, empresa taiwanesa que tem forte atuação na China Popular, submete seus operários a jornadas de 14 horas e, nos períodos de pique de produção, passam de 13 a 30 dias sem conceder folga semanal, segundo denúncia da organização trabalhista China Labor Watch.
Com a fabricação do iPhone 5 [ acima ] da Apple, os operários foram submetidos a exigências exacerbadas por mais “eficiência” e “qualidade” da produção.
Sob crescente pressão, os operários ameaçaram os inspetores de controle de qualidade que executaram as ordens da direção da fábrica para atender exigências da Apple. Neste mês de outubro houve confrontos nos dias 1, 2 e 5 entre operários e seguranças, que paralisaram a produção no dia 5, durante a semana de comemoração do Dia Nacional da China.
Segundo jornal britânico The Mirror, os trabalhadores que produzem o iPhone 5 chegam a montar um aparelho a cada 30 segundos, durante jornadas de até 14 horas, para que a empresa alcance as metas de produção, caso contrário são demitidos. Os operários podem sair apenas três vezes ao dia para realizar suas necessidades básicas, que não podem durar mais que vinte minutos, estando sujeitas a desconto de pagamento. Os trabalhadores, que em sua maioria – cerca de 79 mil, moram em quartos de aluguel para oito pessoas na própria fábrica, sem luz natural e com banheiros muitas vezes quebrados. Ao fim da jornada de trabalho, os operários ainda são revistados intimamente com detectores de metal pelos seguranças. As revoltas são reprimidas mais de 1500 seguranças em cada fábrica.
SEM ALMOÇO
Um dos trabalhadores entrevistados pelo jornal The Mirror, afirma que “nós raramente temos pausa para o almoço”. Outro trabalhador afirma que “os gerentes da linha, que estão sob grande pressão para atingir as metas, gritam com você se as coisas não correm como um relógio” e acrescenta que “alguns dias é simplesmente impossível trabalhar mais rápido”. Todos os dias, cerca de 600 operários deixam a fábrica. ( HORA DO POVO )

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe