domingo, 16 de setembro de 2012

Tráfico de órgãos é o terceiro negócio ilegal mais lucrativo do mundo

Eles vendem órgãos para sobreviver
Habitantes de países subdesenvolvidos (*) vendem rins por 500 euros
O tráfico de órgãos humanos é uma prática cada vez mais comum nos países subdesenvolvidos. Promessas de dinheiro e emprego levam a que várias pessoas se sujeitem a cirurgias de extração de órgãos pouco seguras.
Maioritariamente é efetuada a venda de rins, mas também foram divulgados casos de comércio de olhos e de outros órgãos humanos. De acordo com, Arjun Prasad Sapkota, diretor de saúde do distrito de Kavre, no Nepal, cerca de 150 moradores de três aldeias do distrito partiram para a Índia para vender os rins.
Aproveitando-se da fragilidade dos habitantes locais, os traficantes, muitas das vezes, não efetuam o pagamento prometido, deixando essas pessoas numa situação ainda mais dramática.
Segundo a Reuters, o tráfico de órgãos ocorre também em países como o Paquistão, onde a prática não é proibida nem penalizada por lei.
No Bangladesh, ainda que seja mais frequente a venda de rins, já foi relatado o anúncio da venda de um olho. Os órgãos são vendidos por cerca de 500 euros.
De acordo com as Nações Unidas, o tráfico de órgãos é o terceiro negócio ilegal mais lucrativo do mundo. Embora sejam escassos os dados sobre a dimensão deste negócio, a ONU admite que cinco a dez por cento dos cerca de 68 mil transplantes anuais de rins que se realizam em todo o mundo venham non tráfico. ( TVI )
 
COMENTÁRIO DO BLOG: Exército de reserva, depauperado de seres humanos tornados literalmente mercadoria, inanimada, para o consumo antropofágico de quem puder pagar para adquirir uma sobrevida. Como se fossem peças de carros em prateleiras de lojas de autopeças.

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe