segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Relatório revela crise financeira no futebol e times da Espanha

Faculdade de Barcelona revela que apenas Real Madrid e Barcelona crescem, o resto está em uma profunda crise: 'O futebol do país está morrendo'
Um novo relatório divulgado nesta quinta-feira, que é feito todos os anos, sobre a situação financeira dos clubes e times da Espanha, teve um resultado negativo provocado pela má gestão econômica. O estudo foi feito pelo professor José María Gay de Liébana, da Universidade de Barcelona.
"A liga espanhola não cresce, cresce só para dois clubes: Barcelona e Real Madrid. Os demais estão como há cinco anos. O futebol espanhol está morrendo, e os estádios estão me dando razão", disse o professor durante uma conferência.
A principal crítica de Gay de Liébana é quanto aos direitos de transmissão das televisões espanholas, onde Barcelona e Real Madrid levam 50% do montante enquanto os outros clube sofrem para conseguir dividir o restante. Segundo o especialista, o mesmo ocorre na Inglaterra e Alemanha.
O relatório não foca apenas no futebol espanhol, mas também da liga inglesa, alemã, italiana e francesa. E segundo o relatório, a Bundesliga foi eleita a mais saudável financeiramente e de maior sucesso de público nos estádios, deixando para trás o poder econômico da Premier League. "O modelo da Premier League, do ponto de vista financeiro, está em queda, mas há o modelo de dono do clube, como Roman Abramovich. As perdas do Chelsea são financiadas através da holding empresarial", explicou um economista.
Com os dados da temporada 2010/2011, os números mostraram que os clubes do Campeonato Espanhol tiveram uma receita de € 1,6 bilhões (R$ 4,1 bilhões), mas as despesas atingiram € 1,8 bilhões (R$ 4,7 bilhões). A causa disso seria o alto salário de alguns jogadores.
O estudo ainda mostra o abismo entre as receitas de grandes clubes como Barcelona e Real Madrid com € 450 milhões (R$ 1,1 bi) e € 479 milhões (R$ 1,2 bi), respectivamente. Os outros times grandes, com Valência, Atlético de Madrid e Sevilla, têm receita de R$ 313 milhões, R$ 261 milhões e R$ 217 milhões, respectivamente. ( FUTNET )

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe