sábado, 15 de setembro de 2012

Pesquisa mostra que brasileiros são mal-educados no uso de telefone celular

Brasileiros acreditam que usuários de dispositivos móveis são mal-educados
Celulares com volume alto são os que mais incomodam, seguidos por pessoas que falam ao aparelho gritando
SÃO PAULO – A maioria dos brasileiros (95%) declarou que os usuários de dispositivos móveis deveriam ter mais respeito ao utilizar o aparelho em público. Os dados são da pesquisa realizada pela Ipsos Observer, a pedido da Intel, sobre “Etiqueta Móvel”.
De acordo com o levantamento, tanto os maus hábitos on-line, quanto os reais são considerados falta de educação. Dos hábitos reais, o que mais incomoda são: celulares com volume alto (62%), seguido por falar ao telefone gritando (59%), falar enquanto dirige (53%), digitar enquanto dirige (49%) e assistir a conteúdo impróprio em ambientes públicos (49%).
A especialista em etiqueta do Emily Post Institute, Anna Post, explica que a preocupação não será mais com o que compartilhamos on-line, e sim como compartilhamos. “Os dispositivos móveis nos permitem compartilhar informações em tempo real, e a etiqueta nos ajuda a decidir como compartilhar e nos conectar de maneira positiva, e que melhorem nossos relacionamentos”, afirma.
Excesso de compartilhamento
Seis entre dez adultos e adolescentes acreditam que o excesso de compartilhamento e divulgações em redes sociais é um mau hábito, no entanto, 40% dos entrevistados admitiram compartilhar informações pessoais diversas vezes ao longo do dia. No Brasil, 78% dos adolescentes informaram que passam o dia inteiro compartilhando informações on-line, principalmente fotos.
Mais da metade dos brasileiros (57%) se sentem mais conectados às pessoas que divulgam informações sobre suas vidas e se sentem mais ligados à família e amigos por poderem compartilhar e consumir informações on-line via dispositivos móveis. Já 65% dos entrevistados disseram que um dos principais motivos que os fazem compartilhar informações é o de expressar opinião ou fazer declarações, e mais da metade, 54%, compartilham informações para fazer novos amigos.
Perfil
A pesquisa revelou que 22% dos adolescentes atualizam suas redes sociais várias vezes ao dia. Enquanto 16% adultos têm o mesmo hábito. Os conteúdos mais compartilhados são fotos, com 68%, notícias do dia, com 49%, recomendações de compras, com 48%, análises de produtos, com 47% e esportes, com 41%.
Dos adultos, 33% admitiram ter uma personalidade on-line diferente da vida real, enquanto 23% admitiram ter compartilhado informações pessoais falsas pela rede. Os homens são um pouco mais mentirosos do que as mulheres, 26% contra 21%. Além de 44% admitirem que se sentem mais confortável compartilhando detalhes de sua vida pessoal on-line do que pessoalmente. ( INFOMONEY )

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe