domingo, 16 de setembro de 2012

Japoneses praticavam canibalismo na Segunda Guerra, diz historiador

Atrocidades praticadas na Segunda Guerra Mundial, que foram mantidas em segredo pelos governos do Japão, Austrália e dos Estados Unidos, começam a ser reveladas por um historiador britânico.
Soldados japoneses praticavam o canibalismo com prisioneiros no fim da guerra, nos anos de 1944 e 1945. De acordo com Antony Beevor, o acontecimento não tinha sido divulgado em respeito as famílias das vítimas.
Testemunhas ouvidas pelo historiador indicam que os prisioneiros eram tratados como “gado”, mantidos vivos apenas para serem abatidos. “Não existem dados sobre o número de presos que sofreram esse destino, mas sabe-se que a maioria dos casos ocorreu em Nova Guiné e Bornéu”, diz Beevor. As vítimas eram soldados locais e papuenses, que se recusaram a lutar e prisioneiros australianos, norte-americanos e indianos.
Relatório de guerra do governo dos EUA indica que dos 132.134 presos do Japão, 35.756 foram mortos.
Beevor, que reuniu vários documentos para a publicação de um livro, descreve ainda que prisioneiros eram dissecados vivos pelos japoneses. ( Voz da Rússia )
 
MAIS HORRORES AQUI E AQUI

Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe