quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Museu do "Acredite se Quiser", em Londres

Um espetáculo de bizarrices
A recepção é feita por uma réplica perfeita do The Lizardman, com sua arrepiante língua cortada ao meio, o corpo coberto por tatuagens verdes e seus dentes afiados. É o cartão de visitas do Believe it or not, um museu de Londres da franquia Acredite se Quiser que mostra coisas excêntricas ou bizarras espalhadas pelo mundo.
Inaugurado em 2008, transformou-se em um sucesso. São cinco andares no ponto mais movimentado de Londres. A especialidade é surpreender ou assustar, tanto que um cartaz alerta pessoas com problemas cardíacos. Já no começo um rugido chama a atenção. Um tiranossauro rex que se mexe e respira como se fosse de verdade. É normal ver crianças abraçadas aos pais com medo. Perto dali, um homem ataca os curiosos. É um holograma do criador do museu, Robert Ripley. Ele aparece e some como numa mágica.
O mais chocante é uma sala que mostra objetos e rituais de tortura. A simulação de um homem sendo morto em uma cadeira elétrica é estarrecedora, com direito a fumaça que sai do boneco encapuzado. Há também curiosidades que fascinam o público. É possível, por exemplo, sentir a temperatura da água quando o Titanic afundou.
O que mais chama a atenção, no entanto, são as réplicas dos homens mais gordo e mais alto do mundo, já mortos. Dá para subir na balança ao lado dos 486 quilos de Robert Earl Hughes e fazer uma foto agarrado em Robert Wadlow e seus 2,72 metros. Ficou curioso? Dá uma olhada em www.ripleyslondon.com. O ingresso também assusta. São 26,85 libras, ou R$ 85. ( Mauro Graeff Jr, LANCENET )



Nenhum comentário :

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe