quarta-feira, 9 de maio de 2012

Males de nosso tempo: Facebook pode causar dependência psicológica

A utilização desmesurada da rede social mais conhecida da Internet pode ser comparável a uma droga. Um estudo norueguês elaborou seis perguntas que permitem descobrir quando se está "viciado".
Se para muitos utilizadores o Facebook já se tornou uma autêntica droga, o estudo da psicóloga Cecilie Schou Andreassen poderá ser-lhes muito útil.
Realizada na Universidade de Bergen, na Noruega, com base num estudo realizado em janeiro do ano passado a 423 alunos (227 raparigas e 196 rapazes), a "Escala Bergen de Dependência do Facebook" reúne seis perguntas que permitem determinar o tipo de relação que um indivíduo estabelece com a rede social, para avaliar o possível risco de vício.
As perguntas são semelhantes às que os médicos utilizam para descobrir se o paciente é viciado em álcool ou drogas e permitem cinco modos de resposta gradual ("muito raramente", "raramente", "às vezes", "frequentemente" e "muito frequentemente"). De acordo com Andreassam e a sua equipa, responder "frequentemente" ou "muito frequentemente" mais de quatro vezes pode ser preocupante.
Mas há mais. Publicados na revista académica "Psychological Reports", os resultados da investigação evidenciam como a natureza "social" do Facebook, que evita o contacto face a face com o "amigo virtual", faz com que a dependência da rede social seja mais comum nos jovens, nas pessoas mais ansiosas e socialmente inseguras. Os adultos, as pessas mais ambiciosas e organizadas são capazes de gerir melhor a sua relação com o Facebook, sem serem esmagadas pela rede social.
"O uso do Facebook aumentou rapidamente", explicou a psicóloga ao jornal "Dailymail". "Isto levou-nos a encontrar uma série de dependências relacionadas com os média sociais, que podem ser assemelhados às drogas.
Para aqueles que quiserem testar o seu grau de "vício do Facebook", são seis as questões a responder com a escala de avaliação acima mencionada:
1. Dispende muito tempo a pensar no Facebook e a ligar-se à Internet para usá-lo?
2. Sente a necessidade de usar o Facebook muitas vezes e por longos períodos de tempo?
3. Usa o Facebook na tentativa de esquecer problemas pessoais?
4. Já tentou reduzir a sua utilização do Facebook, mas não conseguiu?
5. Fica inquieto ou nervoso se o proibirem de usar o Facebook?
6. O uso do Facebook já teve efeitos negativos nos seus estudos ou trabalho?

2 comentários :

Anônimo disse...

é verdade, o facebook ele controla as pessoas, ele simplesmente controla o que as pessoas devem gostar e me desculpe é tanta coisa ruim no facebook que nao sei como me expressar direito mas eu tenho um exemplo que aconteceu na minha vida..

Meu amigo era muito próximo de min eu gostava muito dele, agente vivia se divertido, jogando jogos, estudando passeando por ai, treinando artes marciais ah era muito legal =), mas ai quando meu amigo comprou um celular que ate antes ele nao gostava e criou uma conta no facebook, a partir desse ponto ele comecou a mudar ele se tornou mau de verdade, comecou a ser egoista a apelidar os outros e rir das desgracas dos outros, infelizmente ele comecou a fazer coisas horriveis desse tipo, que eu acho que deve ser comum para essa sociedade brasileira que vivemos, que talvez nunca melhore.... bom outra coisa ruim do facebook é que ele te induz a perder tempo com besteiras, vc perde muito tempo sei la o que fazendo que deixa de fazer coisas muitos mais importantes para a formacao do caráter de uma pessoa ou ate mesmo estudando para poder ser alguem nessa vida, que a ordem mundial é ter muito dinheiro que eu acho uma coisa ruim, o dinheiro é o pior mau que existe ele é o causador de toda a desgraça do mundo...

Bom, continuando o facebook me trouxe um grande mau, ele tirou minhas amizades, antigamente eu gostava muito de conversar com meus amigos pelo Msn, ah era muito legal eu me divertia muito com eles, mas entao quando o facebook se popularizou, tiveram que acabar com o Msn para as pessoas se tornarem mas faceis de se controlar que no Msn nao era possivel nossa sociedade nos controlar, controlar nosso caráter, nossa maneira de pensar e nossos objetivos durante a vida. Eu peço que vcs que estão lendo, que por favor nao deixem ser controlados pela sociedade que vivemos, principalmente a influencia americana também, devemos pensar em nossas ações, no futuro e no que realmente importa em nossa vida.

Servílio Gentil Lavapés disse...

Caro anônimo, só posso dizer que a diferença entre o remédio e o veneno é a dosagem. Obrigado pela visita e pelo comentário bastante pessoal. boa sorte!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Golpe